São Paulo, SP, 17/02/2019
 
06/06/2014 - 11h53m

Justiça nega pedido de liberdade a Paulo Octavio, ex-governador do Distrito Federal

Agência Brasil/Luciano Nascimento 

Brasília - A Justiça do Distrito Federal (DF) negou o pedido liminar de liberdade ao ex-governador Paulo Octavio, que foi preso na segunda-feira (2), sob suspeita de participação em um esquema para liberação de alvará de construções irregulares.

Em sua decisão, o relator do processo, desembargador João Batista Teixeira, indeferiu o pedido dos advogados de Paulo Octavio. O mérito do pedido será analisado na próxima quinta-feira (12), quando se reúne novamente a 3ª Turma Criminal de Brasília.

Suspeito de participação em um esquema de corrupção de agentes públicos para a concessão de alvarás, investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal na Operação Átrio, Paulo Octavio teve o pedido de prisão preventiva decretado na segunda-feira. Ele foi preso à noite, quando deixava o escritório, localizado no centro de Brasília.

De acordo com a polícia, Paulo Octavio teria pago propina para conseguir a liberação de alvarás para seus empreendimentos. Com a decisão da Justiça do DF, o ex-governador continua preso no Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, em Brasília.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro