São Paulo, SP, 16/06/2019
 
10/06/2016 - 11h20m

Kuczynski quer governo formado por técnicos, inclusive de partidos da oposição

Agência Brasil* 

Lima - O gabinete ministerial que vai trabalhar desde os primeiros dias do governo do presidente eleito do Peru, Pedro Paulo Kuczynski, será formado por técnicos de diversos partidos, incluindo a Força Popular, da candidata derrotada, Keiko Fujimori, e da Frente Ampla, partido da terceira colocada no primeiro turno das eleições Veronika Mendoza. O anúncio foi feito por Kuczynski.

Na primeira entrevista depois de confirmada sua vitória, Kuczynski anunciou ao Canal 2 que o chefe da equipe técnica de sua coligação partidária, o Peruanos por el Kambio (PPK), Alfredo Thorne será o novo ministro de Economia e Finanças, como havia adiantado previamente.

Neste sentido, considerou necessário convencer a coligação de Keiko Fujimori – Força Popular –, assim como técnicos que estão mais à esquerda, sobre temas que, segundo ele, nenhum peruano pode ser contrário.

Kuczynski adiantou que investirá também esforços e recursos em educação, saúde e água.

O economista de 77 anos, que hoje alcançou o maior número de votos, após 100% dos votos apurados, disse que já tem outros nomes de sua equipe em mente, mas que, por enquanto, esses nomes ficam “guardados no bolso”.

Ele disse ainda que espera que, em 2021, quando se comemorará o bicentenário da República peruana, o país “esteja com o pé finacado na modernidade”.

Kuczynski disse ainda que vai cumprir os compromissos assumidos anteriormente, como o reajuste aos professores, e descartou que vá privatizar a empresa de água Sedapal.

*Com informações da Agência Andina

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro