São Paulo, SP, 26/09/2018
 
24/01/2016 - 12h55m

Localfrio, empresa que lançou gases tóxicos no Guarujá, será multada em R$ 10 milhões

Agência Hoje 

São Paulo (Agência Hoje) - A empresa Localfrio será multada em R$ 10 milhões, segundo anúncio feito pelo governador Geraldo Alckmin nesta sexta-feira (22). A acusação é de que ela provocou a emissão de efluentes gasosos tóxicos para a atmosfera, causando riscos e danos à saúde da população.

A empresa será notificada pela Agência Ambiental de Santos da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental).

No último dia 14 de janeiro, o Corpo de Bombeiros registrou um incêndio e vazamento de gás em um terminal de cargas da empresa Localfrio no Guarujá, litoral de São Paulo. Segundo o relatório dos técnicos da Cetesb, a ruptura de um contêiner contendo 20 toneladas do produto Dicloroisocianurato de Sódio Dihidratado permitiu a entrada de água das chuvas, que numa reação química causou o incêndio. Depois de 50 horas, o fogo que atingiu 66 conteineres foi contido.

Ainda segundo o órgão ambiental, a fumaça tóxica atingiu moradores, obrigados a deixar suas casas, dos bairros vizinhos ao terminal da empresa dos municípios de Guarujá, Santos, São Vicente e Cubatão. Foram registrados 170 casos de atendimento nos centros médicos. A interrupção da travessia das balsas marítimas Santos/Guarujá e o fechamento do Porto (canal de navegação) e de estabelecimentos comerciais e industriais da região também trouxeram prejuízos à população.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro