São Paulo, SP, 18/10/2018
 
23/10/2016 - 16h03m

Lula Versus Dallagnol

 

 

LULA VERSUS DALLAGNOL

Lula tem grande chance de ganhar a ação que faz contra o procurador da República Deltan Dallagnol.

O ex-presidente pede R$ 1 milhão de indenização por danos morais. Para quem não sabe, em setembro o procurador e sua equipe exibiram um gráfico em horário nobre da televisão, onde Lula aparece como chefe de uma "propinocracia".

O gráfico, de gosto duvidoso, relaciona 14 atividades ilegais que teriam Lula como personagem central. A repercussão foi tão grande que ganhou as ruas e se transformou em camisetas, bonés, cartazes, chaveiros, uma infinidade de coisas.

A defesa de Lula entrou com a ação e nos meios jurídicos comenta-se que a vitória é certa.

 MOREIRA FRANCO FORA DO GOVERNO

Pessoas muito próximas de Michel Temer asseguram que mais dois ministros devem sair do Governo nos próximos dias.

O primeiro será Moreira Franco, titular do estratégico Programa de Parcerias de Investimento, encarregado de desenvolver ações que viabilizem a retomada da economia e a criação de oportunidades de trabalho.

"Não aguento mais essa história", teria dito Moreira Franco, entre irritado e resignado com o resultado da delação premiada do ex-executivo da Odebrecht, Cláudio Melo Filho.

Amigos dizem que a carta de demissão está pronta desde a noite de segunda-feira, 12.

ELISEU PADILHA TAMBÉM VAI SAIR

Outro nome que deve sair o Governo nos próximos dias é Eliseu Padilha, atual ministro chefe da Casa Civil.

Amigo de Temer há 50 anos, nome de grande influência no PMDB, ele considera-se "massacrado" pela mídia, depois que surgiram notícias negativas em várias frentes - desde a acusação de crime ambiental em Mato Grosso, até a denúncia de recebimento de propina da Construtora Odebrecht.

Mais resistente que Moreira Franco, o chefe da Casa Civil entregou os pontos quando Marcelo Odebrecht confirmou a delação feita dias antes por Cláudio Melo Filho.

Até Temer já teria se convencido de que há pouco a fazer para salvá-lo da guilhotina.

NAVEGANDO, NAVEGANDO ATÉ 2017

Sem os seus principais colaboradores, afinal foram seis ministros demitidos por escândalos de corrupção em seis meses de Governo, Temer sofre para se segurar até 2017, quando espera dias melhores..

Enquanto isso, vai navegando, navegando...

Todos sabem que se ele não encontrar rapidamente uma saída econômica eficiente, deixando claro para a população e os empresários que o país está saindo da recessão, dificilmente se aguentará no poder.

A pressão não é apenas pela queda da inflação. Ninguém aguenta um país estagnado por tanto tempo.

FALTA CRIATIVIDADE E CORAGEM DE MUDAR

Caso se confirmem as saídas de Moreira Franco e Eliseu Padilha nos próximos dias, Temer ficará sem oito dos ministros que começaram o mandato tampão junto com ele. Era uma base de absoluta confiança, experiente e pronta para enfrentar as dificuldades do cargo.

Foi esta base que manteve Temer até agora. Sem ela e com Renan Calheiros com apenas meia força, sobram poucos auxiliares diretos em condições de aparar o presidente em caso de uma confusão maior, como novas denúncias no âmbito da Lava Jato.

Todos sabem que ele não pode contar indiscriminadamente com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Banqueiro, prático, vaidoso, ele não tem paciência para a política do dia a dia e com certeza não apoiará Temer se a decisão representar perda de prestígio pessoal.

Sem criatividade e sem coragem de fazer o que precisa, os próximos dias de Michel Temer serão bem difíceis.

PROBLEMA MAIOR É GOVERNO DE "AMIGOS"

O problema maior acontece por conta da dificuldade que o presidente tem para cuidar simultaneamente de muitos assuntos. Toca as coisas, tipo uma por vez. É o tipo de administração ultrapassada, lenta e com resultados a longo prazo. E prazo longo é a coisa que o Brasil não têm e o brasileiro não quer.

A opção de Michel Temer foi escolher como auxiliares diretos experientes, de estilo conservador e perfil voltado para os "negócios". Escolheu gente da política antiga, esquecendo que os tempos mudaram.

Perdeu a oportunidade de trazer para o Governo gente jovem, pessoas não comprometidas com corrupção, denúncias e suspeitas. O resultado é uma festa para os adversários, para a oposição e até para a imprensa que passa a ter pautas frequentes em cima de denúncias mil. Afinal, corrupção atrai leitores.

Agora, está entrando naquela fase de time de futebol. Ou contrata jogador novo e bom ou muda de técnico.

QUANTO A ODEBRECHT GANHOU COM A COMPRA DAS MPs?

A pergunta que todo mundo faz é: quanto a Odebrecht ganhou com a aprovação de 14 medidas provisórias que a beneficiavam diretamente?

Sabe-se agora, com a delação do ex-executivo Cláudio Melo Filho, que a empresa gastou, ou investiu, R$ 17 milhões em oito anos para obter as aprovações.

Em uma conta simples de armazém de bairro, vê-se que cada medida provisória saiu, em média, por R$ 1.214.285,71. Muito barato e ainda com as facilidades do pagamento em prazo longo.

Economistas que entendem de engenharia financeira asseguram que a Odebrecht, com essas medidas provisórias, gerou novos negócios em mais de R$ 8,5 bilhões e aumentou os lucros de maneira vertiginosa. Com a vantagem de saber, antes da aprovação, tudo o que iria acontecer depois. 

Moral da história: a multa de R$ 6 bilhões que a Justiça mandou a empresa pagar em parcelas ficou  leve, bem levinha. 

TEMER SAI DO PALÁCIO

Foi difícil, mas finalmente o presidente Michel Temer aceitou os conselhos e saiu direto do ar condicionado do Palácio do Planalto para os 40 graus à sombra de Surubim, cidade de 65 mil habitantes no agreste de Pernambuco. Em seguida, viajou para Fortaleza, capital do Ceará.

A influência dos assessores ajudou na decisão de trocar as pesadas reuniões políticas pela visita ao Nordeste, aproveitando o gancho das obras do rio São Francisco que beneficiarão vários estados da região.

Mas, o pontapé mais forte foi dado por Fernando Henrique Cardoso, durante almoço na semana passada. Aécio Neves também ajudou: "perdi as eleições porque fui poucas vezes ao Nordeste", teria dito o líder do PSDB.

Temer diz que não será candidato, mas vai que...

INFERNO ASTRAL DE SÉRGIO CABRAL

O inferno astral de Sérgio Cabral Filho, ex-governador do Rio de Janeiro, continua.

Depois da prisão, corte de cabelo e roupa de presidiário em Bangu, ele será levado para Curitiba, a pedido do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal.

Será ouvido por integrantes da Operação Calicute, desdobramento da Lava Jato. Investigadores concluíram que Cabral era o cérebro de um esquema de desvios e pagamentos de propinas da Construtora Andrade Gutierrez.

O total dos desvios passa dos R$ 220 milhões.

MAIS CORRUPÇÃO NA NORTE-SUL

Impressiona a quantidade de dinheiro desviado de órgãos públicos.

O Ministério Público Federal descobriu mais corrupção nas obras da Ferrovia Norte-Sul. Até agora, o total da rapinagem chega a R$ 56 milhões, mas técnicos do TCU admitem que pode ser bem maior.

A Justiça Federal atendeu pedido do Ministério Público Federal de Jales, São Paulo, e decretou a indisponibilidade de quantia semelhante da Valec Engenharia, órgão do Ministério dos Transportes, e da construtora Triunfo Iesa. A empresa SGS Enger, responsável pela "fiscalização" também foi incluída na denúncia.

O total do contrato assinado entre a Valec e a Triunfo Iesa foi de R$ 434 milhões. O contrato da SGS Enger somava R$ 18 milhões. A obra recebeu 11 termos aditivos que somados chegam a R$ 106 milhões.

CUIDADO COM AS FOTOS

As delegacias de polícia estão recebendo número crescente de denúncias de pessoas que fotografam outras em situação constrangedora. 

A situação em São Paulo ficou tão dramática que a Polícia Civil adotou medidas. A partir de agora, quem achar que foi prejudicado de alguma forma pelos cliques indiscretos pode ir à delegacia mais próxima e denunciar. 

A situação fica mais grave se houver divulgação pela internet.

O delegado vai analisar cada caso e definir a natureza do crime e o tipo da pena. A apuração dará prioridade a alguns aspectos práticos: onde, como e quando se deu a divulgação, o conteúdo divulgado, a idade da vítima, a relação entre a vítima e o acusado, se houve ameaça ou exigência de valores ou alguma condição para a não divulgação.

Dependendo da situação, será instaurado inquérito policial para a apuração, identificação da autoria e produção de provas.

LULA E DILMA EM CUBA

Imagens de agências internacionais de notícias mostraram Lula agitando uma bandeira de Cuba e Dilma Rousseff, ao seu lado, aplaudindo entusiasmada os discursos de autoridades locais na despedida do líder cubano Fidel Castro.

Na mesma fileira, aparecem Raúl Castro e o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

A homenagem póstuma aconteceu neste sábado, 3, às 19h, na Praça Antônio Maceo, centro da cidade de Santiago de Cuba, onde também estão os restos mortais de Che Guevara.

Quando os microfones anunciaram a presença dos dois, o público em peso iniciou um cântico de saudação: "Dilma e Lula, Santiago os saúda" e os aplausos tomaram conta da praça que fica em frente a famosa Sierra Maestra, onde a revolução cubana deu os primeiros passos, em 1959.

LULA E DILMA EM CUBA 2

Tudo bem que Lula e Dilma façam a viagem de 6.476 quilômetros entre São Paulo e Havana e depois vençam mais 754 quilômetros de Havana até Santiago de Cuba para homenagear o amigo Fidel Castro.

O problema é que isso aconteceu justamente no dia em que chegaram em Chapecó, Santa Catarina, os corpos de jogadores, membros da comitiva da Chapecoense e jornalistas que morreram em um terrível acidente na Colômbia.

Lula perdeu pontos com as pessoas que viram as imagens. Dilma também. O Brasil, e o mundo, acharam que os dois ex-presidentes brasileiros fizeram a opção errada. Pode parecer exagerado, mas marcar presença na solenidade de Fidel e ignorar a tragédia dos brasileiros foi uma bola fora. Mais uma.

FIM DA GASTANÇA

A Prefeitura de São Paulo gasta R$ 500 mil por dia com os serviços de tapa-buracos.

Como o dinheiro sai, mas os buracos continuam infernizando a vida de motoristas e pedestres, a pressão para estancar a gastança é grande. E o prefeito eleito João Doria já percebeu o tamanho do problema.

Aos assessores mais próximos ele recomendou providências para resolver o problema dos buracos e ao mesmo tempo reduzir os gastos em pelo menos 50%.

Para quem pergunta "como?!", ele responde com naturalidade: "gestão, eficiência, fiscalização".

FAMÍLIA ODEBRECHT NA LAVA JATO

A Operação Lava Jato começa a ouvir nesta terça-feira, 6, os depoimentos de 77 executivos da Odebrecht. Uma força tarefa gigante está mobilizada para atuar simultaneamente em cinco capitais - São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Curitiba e Brasília - além de dezenas de cidades do interior do Brasil.

O ex-presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, será ouvido em Curitiba.

O pessoal do Ministério Público Federal sabe que Marcelo vai contar muita coisa, mas a expectativa maior está nas revelações do pai, o também ex-presidente Emílio Odebrecht, que por sinal tem o mesmo nome do avô.

Em várias ocasiões, Emílio deu demonstrações de que deseja falar para ajudar o filho. Tanto que no ano passado, ele teria dito em público que se Marcelo não fosse solto antes do Natal "não vai sobrar pedra sobre pedra na política brasileira".

O pai de Marcelo é conhecido pelo estilo durão que herdou do pai, Norberto, e do avô, Emílio.

CHAPECOENSE EMOCIONA O MUNDO

Emocionante a solenidade que marcou a chegada dos corpos de atletas, funcionários dirigentes e jornalistas que morreram no acidente com um avião da LaMia na Colômbia.

Inesquecível a atitude dos colombianos e muito bonita a posição adotada por clubes brasileiros e estrangeiros.

Importante ressaltar a presença marcante das Forças Armadas do Brasil. Da viagem nos três aviões da FAB até o desembarque na manhã chuvosa em Chapecó, os militares demonstraram respeito, eficiência e discrição.

TEMER HESITOU, MAS FOI

Finalmente, Michel Temer decidiu encarar o público. Na última hora tomou coragem e compareceu ao velório em Chapecó, cumprimentou autoridades locais, trocou palavras com familiares das vítimas e saiu aliviado.

Não recebeu aplausos, até porque não havia clima para isso. Tampouco foi vaiado. O resultado foi bom.

CALERO CANDIDATÍSSIMO

A maioria dos deputados que estiveram na Câmara Federal durante a semana têm certeza que o ex-ministro Marcelo Calero é candidatíssimo nas eleições de 2018.

Alguns acham que sairá candidato a senador; outros apostam numa candidatura a deputado federal.

Todos sabem que convites de vários partidos já chegaram, inclusive alguns da base de apoio do Governo Temer. A preferência do diplomata, no entanto, seria o PSOL.

Calero não fala nada, mas já demonstrou mais de uma vez que está gostando dos boatos.

BICUDO ENTRA NO "FORA, TEMER"

O jurista Hélio Bicudo aderiu ao "Fora, Temer" e anunciou que apoia o pedido de impeachment que o PSOL promete entregar ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, nos próximos dias.

Lúcido aos 94 anos, Bicudo é ex-deputado, ex-ministro interino da Fazenda e ex-secretário de Justiça de São Paulo. É de sua autoria o pedido de impeachment de Dilma Rousseff.

Sobre o trabalho de Michel Temer na Presidência da República é mordaz: ele trouxe o passado para o presente.

BENS BLOQUEADOS

Segunda-feira difícil para políticos e empresários envolvidos em negócios duvidosos.

A Justiça castigou de norte a sul e mandou bloquear bens de Marcelo Miranda, governador do Tocantins, de Adriana Anselmo, mulher de Sérgio Cabral, e das construtoras Odebrecht e OAS.

Somando tudo, mais de R$ 3 bilhões.

DORIA DE VASSOURA NA MÃO

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria, está insistindo com entidades patronais para que elas ajudem financeiramente na limpeza de bairros da periferia da capital.

O assédio maior é sobre SinduscomSP, Secovi e Abrainc.

No centro e nos bairros nobres, Doria garante que dia 2 de janeiro de 2017 estará de vassoura na mão comandando pessoalmente um batalhão de garis. Tem empresário jurando que vai junto.

SÃO PAULO MUITO PIOR

Fernando Haddad vai entregar a cidade de São Paulo muito pior do que recebeu. Avenidas e ruas de grande movimento cheias de buracos, marginais com asfalto desgastado, praças abandonadas e sujeira, muita sujeira.

Na saúde, a situação aproxima-se do caos e na educação nem se fala.

A situação embaixo dos viadutos, no centro e nos bairros, é de promiscuidade. Ao longo da Radial Leste, quilômetros de barracas de lona nas calçadas. Uma vergonha. E a cracolândia só crescendo. Outra vergonha.

Como pontos positivos apenas duas coisas: as ciclovias e as faixas exclusivas para os ônibus. Assim mesmo,  mal cuidadas e mal sinalizadas.

Administração de quem não tem amor pela cidade.

VERDADES SECRETAS

Verdades Secretas, trabalho brilhante do autor Walcyr Carrasco, ganhou o Prêmio Emmy Internacional.

O prêmio é oferecido à melhor produção para televisão fora dos Estados Unidos. Na final, estavam Regra do Jogo, de João Emanuel Carneiro, a canadense 30 Vies - Samuel Pagé e a filipina Bridges of Love.

A Globo emplaca mais uma, merecidamente.

BRIGA NA LAVA JATO

Pessoas que presenciaram as discussões entre o juiz Sérgio Moro e advogados de defesa do ex-presidente Lula,  durante audiência realizada na 13ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba, ficaram atônitas com o clima extremamente tenso.

A sessão tratava do interrogatório de testemunhas de acusação na ação penal em que Lula é réu na Operação Lava Jato.

Essa foi a primeira de uma série de três.

BRIGA NOS MINISTÉRIOS

Amigos do ministro Geddel Vieira Lima confessam que ele tem sangue quente e estopim curto, mas nunca pensaram em se envolveria em briga pública com um colega do Governo, no caso o ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero.

"O Geddel foi pego de surpresa. Com certeza, o Calero já pensava em sair por outros motivos e usou como pretexto o episódio do prédio em Salvador", dizem.

Por enquanto, ninguém sabe com quem está a verdade. Na briga pública, porém, o Calero ganhou de 7 a 1.

PRESIDIÁRIO CARO; ESTUDANTE NEM TANTO

Quanto custa a manutenção de um presidiário no Brasil?

Resposta: R$ 2.400,00 POR MÊS.

Quanto custa a manutenção de um estudante de ensino médio no Brasil?

Resposta: R$ 183,33 por mês, ou R$ 2.200,00 POR ANO.

Comentário a respeito: existe alguma coisa errada na nossa Pátria Amada.

Autor do comentário: ministra Carmem Lúcia, presidente do STF.

Data: 10 de novembro de 2016

Local: 4º Encontro do Pacto Integrador da Segurança Pública, em Goiânia, Goiás.

Foi preciso que uma autoridade com a bagagem e a respeitabilidade da ministra Carmem Lúcia viesse a público para chamar a atenção de todos a respeito de uma das maiores aberrações do país.

SONINHA NO MEIO DA BRIGA

Soninha Francine, futura secretária de Desenvolvimento Social da Prefeitura de São Paulo, soltou uma "bomba" que terá resposta em breve da direção do PT.

Meio sem querer, ela disse que quando vereadora do partido de Lula, costumava se reunir com colegas do PT para combinar "as mentiras que iríamos divulgar nos jornais e no plenário sobre alguma proposta boa do PSDB".

Na época o prefeito de São Paulo era José Serra, do PSDB.

Líderes do PT não gostaram e anunciam para os próximos dias a resposta, via ação judicial.

JANOT, LAVA JATO E MÃOS LIMPAS

O procurador geral da República, Rodrigo Janot, disse, em café da manhã com jornalistas, que as iniciativas dos políticos brasileiros para criar medidas legislativas defensivas não são novidades.

Segundo ele, na Operação Mãos Limpas, realizada na Itália, houve inúmeras tentativas para suspender a tramitação de processos contra políticos eleitos e também para proibir o Ministério Público de recorrer de sentenças de absolvição.

E finalizou: "essas medidas legislativas que ocorreram na Itália são discutidas de uma forma ou outra aqui no Brasil".

E mais não disse, mas todos entenderam.

DÍVIDAS ARQUIVADAS?

As dívidas fiscais de até R$ 1 milhão junto ao Governo Federal poderão ser arquivadas, sem cobrança futura.

A regulamentação, baseada na Portaria PGFN 396, de 20 de abril de 2016, está deixando devedores, contadores e advogados com sorriso de orelha a orelha.

Mas, tem um porém. Só vale para devedores que não tem dinheiro guardado no banco ou bens imóveis.

PALOCCI FARÁ DELAÇÃO?

As poucas pessoas que se aproximaram de Antônio Palocci na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, são unânimes em dizer que ele dá sinais claros de abatimento. Vez ou outra, mostra-se revoltado com a situação.

Com a nova condição de réu na Lava Jato, a situação do ex-ministro de Lula e de Dilma fica mais difícil.

Mesmo assim, não se comenta nada sobre delação. Por enquanto.

GASTOS COM ZELADORIA

É certo que o prefeito eleito de São Paulo, João Doria, vai rever os contratos de zeladoria que a Prefeitura têm com algumas empresas da capital.

Na verdade, o trabalho já começou. A equipe de transição de Doria tem recebido dados para avaliar se o dinheiro aplicado em operações tapa-buraco, capina e limpeza de cemitérios, parques e jardins está dando os resultados esperados.

A população diz, enfaticamente, que não. E boa parte dos vereadores concordam.

CERTIDÃO DE NASCIMENTO COM CPF

Os 816 cartórios de registro civil do Estado de São Paulo estão obrigados a emitir CPF para todas as crianças nascidas vivas.

A determinação partiu da Corregedoria Geral da Justiça. Também obriga os cartórios a fazer convênio com a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo e a Receita Federal.

Nos outros Estados a inclusão é opcional, a família decide se quer o CPF na certidão de nascimento ou não. Em São Paulo, com a determinação, passa a ser obrigatória.

Até agora, os cartórios paulistas emitiram 308.049 registros com CPF, com média mensal de 28 mil emissões.

ALCKMIN SOBE E AÉCIO DESCE

A vitória de João Doria, em São Paulo, abriu as portas para Geraldo Alckmin ficar mais forte dentro e fora do partido. Agora, com a contagem dos votos do segundo turno, a conquista ficou bem maior.

O PSDB de Alckmin garantiu 11 prefeituras na Grande São Paulo e a maioria das grandes cidades do interior, como Ribeirão Preto, Jundiaí, Piracicaba, Marília, São José dos Campos e Santos.

A nível Brasil, o PSDB elegeu os prefeitos de sete capitais. Em todas elas, aparece um dedo de Alckmin.

Com isso, o PSDB ligado ao governador de São Paulo ganha fôlego de gigante para as eleições presidenciais de 2018. Em compensação, Aécio Neves, derrotado com João Leite nas eleições de Belo Horizonte, perde força e entra em queda livre.

REPATRIAR RECURSOS

Hoje, 31 de outubro, é o último dia para empresas e pessoas físicas repatriarem recursos que estavam no exterior.

É uma rara oportunidade para quitar as pendências com o imposto de renda, aproveitando desconto na multa e limpando a ficha. O nome da ação é pomposo: Programa de Regularização de Bens e Ativos no Exterior, mais conhecido como repatriação.

Até às 17h de quinta-feira, 27, data do último levantamento da Receita Federal, R$ 152,6 bilhões já tinham sido regularizados, gerando R$ 45,8 bilhões em multas para os cofres públicos. A expectativa é que chegue a R$ 58 bilhões.

Lembrando que tem muitos políticos pedindo prorrogação até 30 de novembro.

NORTE E NORDESTE PREFEREM REELEGER

Eleitores do Norte e do Nordeste preferiram reeleger os prefeitos das capitais, ao contrário das outras regiões do país, onde a opção predominante foi a renovação.

Na Região Norte, das sete capitais, seis tiveram os prefeitos reeleitos. A exceção foi Porto Velho, em Rondônia.

No Nordeste, das nove capitais, oito preferiram reeleger os atuais prefeitos. A exceção foi Aracaju, em Sergipe.

JUROS DE AGIOTA

Os juros cobrados pelos bancos brasileiros estão mais para taxa de agiota do que para estabelecimento de crédito sério, que tem ética e comportamento decente.

Neste mês, a taxa do cheque especial bateu em 324,9% ao ano, após aumento de 3,8 pontos percentuais. Os juros do rotativo do cartão de crédito é um verdadeiro escândalo: chegou a 480,3%.

No ano, o aumento da taxa do cheque especial foi de 37.9%, quatro vezes acima da inflação. No rotativo do cartão chegou a 48,9%, quase seis vezes acima da inflação.

Os números não são da padaria da esquina. São oficiais, liberados pelo Banco Central.

E ainda tem banqueiro reclamando da inadimplência.

CONCURSO PARA SECRETÁRIO

O secretário de Educação da Prefeitura de Londrina, no Paraná, será escolhido através de processo seletivo.

Qualquer pessoa pode se inscrever e disputar a vaga. As inscrições podem ser feitas até 15 de novembro e a escolha ocorrerá em dezembro. O futuro secretário assume dia 1º de janeiro de 2017, junto com o prefeito eleito.

MEDO DE EDUARDO CUNHA

No Senado e na Câmara Federal, nenhum parlamentar da base aliada do Governo gosta de falar sobre a prisão de Eduardo Cunha e suas consequências para a política nacional.

Mesmo os adversários do ex-presidente da Câmara evitam o assunto.

A verdade, é que o medo de uma cada vez mais provável delação de Eduardo Cunha colocou quase todo Congresso em estado de alerta. Dono de muitos segredos, talvez ele seja mais temido agora do que quando estava na Câmara.

Todos sabem que os membros da Operação Lava Jato têm um volume tão colossal de informações sobre os malfeitos dos políticos, que se Cunha quiser entrar para o clube da delação terá que oferecer a cabeça de muita gente importante.

É aí que mora o perigo...

EM PLENA CAMPANHA

Geraldo Alckmin nem tenta disfarçar mais. Está em plena campanha visando as eleições de 2018 para presidente da República.

A pretexto de acompanhar o início dos testes clínicos em humanos da vacina contra a dengue, Alckmin esteve em Recife durante a semana. Fui muito cumprimentado e recebeu elogios.

De desconhecido quase total aparece agora como o governador eficiente e bonachão preocupado com a saúde dos nordestinos. 

VICE DE AÉCIO NEVES

Começam a surgir comentários de que há uma ação moderada de políticos próximos a Aécio Neves sugerindo que ele se movimente imediatamente na direção de Geraldo Alckmin.

A ideia é oferecer ao governador paulista a posição de candidato a vice-presidente da República.

Para os defensores da ideia a chapa puro sangue do PSDB seria imbatível nas próximas eleições. Comenta-se que Fernando Henrique Cardoso ouviu, deu um discreto sorriso e saiu de perto.

Serra, dizem, nem quis ouvir.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro