São Paulo, SP, 16/09/2019
 
30/07/2014 - 12h45m

Mais de 4 milhões de eleitores irão as urnas escolher futuro governador de Goiás

Agência Brasil/Ivan Richard  

Brasília - Nona maior economia do país, com Produto Interno Bruto (PIB) estimado em R$ 75,2 bilhões, o estado de Goiás tem função estratégica na logística brasileira, com malha rodoviária de 24.970 quilômetros, além de portos secos e ferrovias. Em outubro, sete candidatos disputarão o comando do estado, que tem população com pouco mais de 6 milhões de habitantes, distribuída em 246 municípios.

Estado mais populoso da Região Centro-Oeste, Goiás tem 4.331.733 eleitores, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A economia goiana se destaca pela força do agronegócio, baseada, principalmente, na produção agrícola e na pecuária.

Aos 47 anos, o empresário Alexandre Magalhães (PSDC) terá a primeira experiência política na corrida ao Palácio das Esmeraldas, sede do governo goiano. O também empresário e correligionário Rodrigo Adorno, de 27 anos, completa a chapa como vice.

Reeleito prefeito de Anápolis, segunda maior economia do estado, em 2012, o odontólogo Antônio Gomide (PT) renunciou ao mandato para concorrer a primeira vez o governo de Goiás. Na disputa, Gomide terá como vice o vereador também petista Tayrone de Martino.

Duas vezes governador do estado, aos 80 anos o advogado Iris Rezende (PMDB) tenta chegar pela terceira vez ao Palácio das Esmeraldas. O ex-senador, ex-deputado estadual, ex-vereador e prefeito de Goiânia por dois mandatos tem passagens também pelos ministérios da Agricultura, de Minas e Energia e da Justiça. Ele concorre pela coligação Amor por Goiás, composta por sete partidos (PMDB, DEM, SD, PCdoB, PRTB, PTN e PPL), que tem como vice o corretor de imóveis Armando Vergílio (SD).

Em busca do quarto mandato, o atual governador goiano, Marconi Perillo (PSDB), concorre a reeleição pela coligação Garantia de um Futuro Melhor para Goiás, formada por 16 partidos (PRB, PP, PDT, PTB, PSL, PR, PPS, PHS, PMN, PTC, PV, PSDB, PEN, PSD, PTdoB e PROS). O advogado Zé Elitonn (PP) completa a chapa como vice. O tucano já foi eleito senador, deputado federal e estadual.

Pela segunda vez, a professora Marta Jane (PSTU), 42 anos, concorre ao governo de Goiás. Com o apoio do PCB ela forma a coligação Construindo o Poder Popular: Goiás para os Trabalhadores. O professor de ensino médio Felipe Rodrigo compõe a chapa como vice.

Pela coligação Participação Popular (PSB, PSC e PRP), o empresário Vanderlan Cardoso (PSB) tenta pela segunda vez chegar ao comando do Executivo goiano. Aos 51 anos, Cardoso já foi prefeito do município goiano de Senador Canedo. Como vice, ele terá o economista Professor Alcides (PSC).

Aos 31 anos, o Professor Weslei (PSOL), pela primeira vez, entra na disputa pelo Palácio das Esmeraldas. Professor do ensino médio, Weslei terá como vice a socióloga Cintia Dias, também do PSOL.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro