São Paulo, SP, 18/08/2019
 
12/03/2014 - 10h40m

Marcola e mais três líderes do PCC são transferidos para presídio de segurança máxima

Agência Brasil/Elaine Patricia Cruz 

São Paulo - O líder da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, foi transferido nesta terça-feira (11) da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau (SP) para o Centro de Readaptação Penitenciária Dr. José Ismael Pedrosa de Presidente Bernardes (SP). Em Presidente Bernardes, Marcola ficará totalmente isolado no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), no qual terá direito a duas horas diárias para banho de sol.

Além de Marcola, foram transferidos mais três líderes do PCC, que também permanecerão no RDD: Célio Marcelo da Silva, conhecido como "Bin Laden"; Cláudio Barbará da Silva, chamado de "Barbará"; e Luiz Eduardo Marcondes Machado de Barros, conhecido como "Du da Bela Vista". Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, a transferência foi concluída por volta das 14h de hoje.

A transferência dos quatro líderes do PCC foi feita após autorização da Justiça. Ontem (10), a 5ª Vara de Execuções Criminais atendeu a um pedido das secretarias de Segurança Pública e de Administração Penitenciária e determinou o isolamento dos quatro membros do PCC. O pedido das secretarias foi feito depois do vazamento de um plano de resgate de Marcola, que envolveria helicópteros, explosivos e metralhadoras.

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, a internação dos quatro líderes do PCC é cautelar pelo período de 60 dias, mas a intenção é apresentar à Justiça um pedido de internação definitiva no RDD, com prazo máximo de 360 dias.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro