São Paulo, SP, 20/06/2019
 
13/01/2017 - 22h03m

Ministro Kassab recua e descarta mudanças na banda larga fixa

Agência Brasil/Heloisa Cristaldo 
Agência Brasil/Fabio Rodrigues Pozzebom
Ministro Gilberto Kassab negou mudanças nos planos de banda larga fixa
Ministro Gilberto Kassab negou mudanças nos planos de banda larga fixa

Brasília - O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, negou hoje (13) que o governo fará mudanças no modelo atual de planos de banda larga fixa.

Ontem (12), em entrevista ao site de notícias Poder 360, Kassab disse que o governo autorizaria a limitação de dados da banda larga fixa, com a liberação de venda de pacotes de acesso limitado pelas operadoras.

“A nossa meta é no segundo semestre”, disse o ministro na entrevista. A declaração causou polêmica entre os consumidores de banda larga nas redes sociais.

Consumidores

Atualmente, as operadoras de serviços de internet em banda larga fixa estão proibidas por decisão cautelar de restringir a velocidade, suspender serviços ou cobrar excedente caso seja ultrapassado o limite da franquia. Segundo a determinação, ficou estabelecida multa diária de R$ 150 mil em caso de descumprimento, até o limite de R$ 10 milhões.

Dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) hoje mostram que o número de contratos do serviço banda larga fixa no Brasil cresceu 0,32% em novembro de 2016 em relação ao mês anterior.

No período, a rede ganhou 84.101 assinantes. No total, são 26.721.608 acessos de banda larga fixa no país. Nos últimos doze meses, o serviço aumentou 5,06%, atingindo 1.286.277 assinaturas.

Nos últimos doze meses, o estado do Amapá teve o maior crescimento no número de assinantes (127,76%), seguido pelo Maranhão (12,19%) e Rondônia (11,52%).

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro