São Paulo, SP, 16/10/2018
 
26/12/2016 - 05h58m

Netanyahu classifica decisão da ONU como "vergonhosa" e critica Governo Obama

Agência Lusa/Agência Brasil 

Jerusalém - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou no domingo (25) que vai fazer “o que for necessário” para reverter a resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que condenou as colônias israelenses na Cisjordânia.

Netanyahu classificou a medida, aprovada por 14 votos a favor, nenhum contrário e a abstenção dos Estados Unidos, como “desequilibrada”, “contraditória” e “vergonhosa”.

“Faremos o que for necessário para que Israel não seja prejudicado por esta resolução vergonhosa. Devemos agir com prudência, responsabilidade e calma, tanto em ações quanto em palavras. Peço aos ministros que atuem com responsabilidade, de acordo com as diretrizes que serão dadas hoje na reunião do Gabinete de Segurança”, disse o primeiro-ministro durante reunião com integrantes da equipe de gabinete.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro