São Paulo, SP, 18/08/2019
 
14/05/2012 - 10h39m

No Rio de Janeiro ex-mestre de bateria da Imperatriz é atingido por 20 tiros e morre

Folhapress 

RIO DE JANEIRO, RJ, (Folhapress) - O ex-mestre de bateria da escola de samba Imperatriz Leopoldinense Marcone da Silva Sacramento, 32, foi morto a tiros no final da noite de ontem, quando saia do pagode do Cacique de Ramos, no subúrbio do Rio.

Segundo a Polícia Militar, a vítima foi atingida por cerca de 20 tiros quando entrava em seu carro, um Honda Fit. Sacramento não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os assassinos fugiram em outro veículo.

O ex-mestre de bateria deixou o comando dos ritmistas da Imperatriz Leopoldinense em novembro do ano passado, depois de uma briga com o presidente e patrono da escola, Luiz Pacheco Drumond, o Luizinho.

O corpo do ritmista foi levado para o IML (Instituo Médico Legal), em São Cristóvão, zona norte da cidade. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios do Rio.

O carro de Sacramento deve passar por perícia hoje. A escola de samba Imperatriz Leopoldinense afirmou que lamenta a morte do seu ex-mestre de bateria. Até as 9h, a polícia não sabia o paradeiro dos assassinos.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro