São Paulo, SP, 16/06/2019
 
28/04/2015 - 11h33m

Novo indexador da dívida de estados deve ser votado nesta terça, diz Renan Calheiros

Agência Brasil/Daniel Lima 

Brasília - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acredita que ainda nesta terça-feira (28) será votado o o projeto de lei que trata do novo indexador que regulamenta as dívidas dos estados. “Está trancando a pauta [do Senado]”, destacou Renan ao chegar no Congresso antes de se reunir com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Atualmente, a correção é baseada no Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) mais 6% a 9% de juros ao ano.

Com a nova lei, o indexador passará a ser mais favorável aos estados e municípios, que usarão a taxa Selic ou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mais 4% de juros.

Em novembro de 2014, a presidenta Dilma Rousseff sancionou a lei alterando o indexador das dívidas dos estados com a União, que tem por objetivo aliviar a situação fiscal dos governos estaduais e das prefeituras.

A Câmara dos Deputados aprovou o projeto em 24 de março. O texto original estabelece que a União terá prazo de até 30 dias da data da manifestação do devedor, protocolada no Ministério da Fazenda, para promover os aditivos contratuais, independentemente de regulamentação.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro