São Paulo, SP, 13/11/2019
 
29/01/2016 - 10h21m

Obama diz que combaterá o grupo extremista EI em outros países além da Síria e Iraque

Agência Lusa 

Washington - O presidente norte-americano, Barack Obama, garantiu nesta sexta-feira (29) que os Estados Unidos vão combater o grupo extremista Estado Islâmico em outros países além da Síria e do Iraque, se necessário, destacando o crescente foco na Líbia.

Obama convocou o Conselho de Segurança Nacional para discutir a situação na Líbia, devido ao temor de que um vazio de governança no país norte-africano o torne vulnerável à presença do Estado Islâmico.

“O presidente enfatizou que os Estados Unidos vão continuar a combater terroristas do Estado Islâmico em todos os países onde for necessário”, informou a Casa Branca após o encontro.

“O presidente direcionou a sua equipe de segurança nacional para continuar os trabalhos de fortalecimento da governança e de contínuos esforços de combate ao terrorismo na Líbia e em outros países onde o Estado Islâmico tem procurado estabelecer presença”, acrescentou.

A Líbia atravessa um período de instabilidade e violência desde que o ditador Moamer Kadhafi foi deposto, em 2011.

O país tem atualmente dois governos e dois parlamentos, com as autoridades reconhecidas baseadas na cidade de Tobruk e as apoiadas pelas milícias em Tripoli.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro