São Paulo, SP, 18/06/2019
 
15/04/2014 - 12h13m

Operação da Polícia Federal investiga mais fraudes em recursos de obras da Copa

Agência Brasil/Luana Lourenço 

Brasília - A Polícia Federal deflagrou hoje (15) a Operação Gol Contra, que investiga fraudes em financiamento de obras na rede hoteleira de João Pessoa, capital da Paraíba, uma das sub-sedes da Copa do Mundo. Sete mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em João Pessoa e Brasília.

Junto com a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério Público Federal, a PF investiga um empresário que obteve financiamento de R$ 7 milhões do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para reforma de um hotel. A linha de crédito era direcionada a investimentos ligados a Copa. De acordo com a investigação, o empresário apresentou notas fiscais falsas e superfaturou os valores de itens e serviços da obra.

Além do empresário, a Operação Gol Contra investiga a participação de funcionários do Banco do Nordeste do Brasil, que teriam sido coniventes com as irregularidades ao liberar o financiamento.

Os investigados poderão ser indiciados por crime de obtenção fraudulenta de financiamento, que tem pena de até oito anos de prisão, segundo a PF.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro