São Paulo, SP, 16/09/2019
 
11/01/2015 - 04h36m

Orquestra do Theatro São Pedro prepara concerto para o aniversário de São Paulo

Agência Hoje 
Divulgação/Arquivo
Orquestra do Theatro São Pedro fará homenagem no aniversário de São Paulo
Orquestra do Theatro São Pedro fará homenagem no aniversário de São Paulo

São Paulo (Agência Hoje) - O primeiro concerto de 2015, apresentado pela Orquestra do Theatro São Pedro, será realizado no domingo, dia 25 de janeiro, em comemoração ao aniversário da cidade de São Paulo. O espetáculo será iniciado às 11h e terá a presença do maestro Luiz Fernando Malheiro.

No evento, serão apresentadas as primeiras récitas da Banda Sinfônica e Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo. O espetáculo tem entrada gratuita e se estenderá ao longo de todo o dia.

O concerto começa com a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, sob a regência de Marcos Sadao Shirakawa, com os Anos 50 – Origem do Rock, Fab Four – com direito a Twist and Shout, Help, Yellow Submarine, entre outros – e conta ainda com Medley da Jovem Guarda, Roberto e Erasmo. Todos com arranjos são de Alexandre Dalóia.

Na sequência, a Jazz Sinfônica apresenta temas de Arismar do Espírito Santo, seguindo com três choros e Valsa Brilhante, para marimba e orquestra, do compositor norte-americano George H. Green, passando por Palhaço, de Egberto Gismonti e encerrando com Suíte Edu Lobo, de Cyro Pereira.

Por fim, a Orquestra do Theatro São Pedro encerra as atrações do dia com um especial em comemoração ao aniversário de Mozart (27/01/1756 – 05/12/1791), sob a regência de André dos Santos, com interpretações de As Bodas de Fígaro, Don Giovanni e A Flauta Mágica.

O Theatro São Pedro é um equipamento da Secretaria de Estado da Cultura, administrado pela Organização Social Instituto Pensarte.

Luiz Fernando Malheiro

Reconhecido pela crítica como um dos principais nomes da ópera no Brasil, Luiz Fernando Malheiro é o atual diretor artístico e regente titular da Orquestra Amazonas Filarmônica, diretor artístico do Festival Amazonas de Ópera (FAO) e diretor artístico do Theatro São Pedro de São Paulo e regente titular de sua orquestra. Foi também diretor de Ópera no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Vencedor do Prêmio Carlos Gomes: Regente de Ópera (2012, 2011 e 2009) e Universo da ópera/2000, dirigiu no FAO/2005 a primeira montagem brasileira do Anel do Nibelungo de Wagner, recebendo ainda mais dois prêmios: Universo da Ópera e Espetáculo do Ano.

Regeu diversas vezes no Festival de Ópera de La Coruña na Espanha e dirigiu concertos e espetáculos frente a Orquestra Sinfônica de Roma, Orquestra Sinfônica de Miami, Orquestra do Teatro Olímpico de Vicenza, Sinfônica de Bari, Orchestra Filarmônica Marchigiana, Orquestra da Ópera Nacional de Sófia, Orquestra Sinfônica de Porto Ric.

Também atuou com a Orquestra Sinfônica da Galícia e a Orquestra Sinfônica Castilha e Leon, Orquestra do Teatro de Bellas Artes de Bogotá, Orquestra do Teatro de Bellas Artes do México, Filarmônica do México e no Teatro Del Libertador de Córdoba na Argentina.

No Brasil regeu a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, a Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, a Sinfônica Brasileira, a OSESP, a Sinfônica de Minas Gerais, a Filarmônica de Minas Gerais, a Sinfônica do Paraná, a Orquestra Sinfônica da Bahia dentre outras. Gravou Fosca e Maria Tudor de Carlos Gomes em vídeo e CD.

André dos Santos

Começou muito jovem uma intensa atividade como pianista solista, músico de câmara e co-repetista em festivais no Brasil, Áustria e Grécia.

Em 2001 foi o único pianista admitido no Centre de Formation Lyrique, da Ópera Nacional de Paris, onde se aperfeiçoou com grandes artistas como Janine Reiss, Robert Kettelson, Margaret Singer, Frank Maus, Irene Kudela, entre outros. Também acompanhou ao piano masterclasses de grandes nomes como Renata Scotto, Ileana Cotrubas, Teresa Berganza, José Van Dam, Edith Wiens, Alexandrina Miltcheva.

Como preparador musical de óperas e maestro assistente, trabalhou ao lado de Christian Thielemann, James Conlon, Steuard Bedford - de quem foi assistente em várias ocasiões -, John Nelson, Jesús López-Coboz, Ulf Schirmer, Semion Bishkov, Luiz Fernando Malheiro, Jean-Yves Ossonce, Daniel Kawka, entre outros. Em teatros de renome, esteve nos Opera National de Paris, Teatro Regio di Torino, Los Angeles Opera, Ópera de Shangai, Festival Amazonas de Ópera, entre outros.

Em 2005 foi ganhador do prêmio Bösendorfer, no concurso Hans-Gabor Belvedere, em Viena (Áustria). Seu grande interesse na formação de jovens cantantes de ópera o levou a ser regularmente convidado a dar aulas em Opera Studios e festivais pelo mundo (Reino Unido, México, Argentina, Chile, Estados Unidos, Itália, França e Brasil).

Como regente, tem sido reconhecido por público e crítica, principalmente por seu trabalho sobre a música de B. Britten. Desde setembro de 2014 é maestro assistente de Luiz Fernando Malheiro na temporada de óperas e concertos do Theatro São Pedro, e coordenador pedagógico da Academia de Ópera no Theatro São Pedro, marca de seu regresso ao Brasil depois de vários anos.

25/01 – Aniversário da Cidade de São Paulo

Theatro São Pedro

Domingo, a partir das 11h

Classificação etária: 08 anos

Entrada gratuita

Theatro São Pedro

Rua Dr. Albuquerque Lins, 207 | Campos Elíseos | São Paulo

CEP: 01152-000

+55 (11) 3661-6600

Bilheteria +55 (11) 3667-0499

Programa

11h |Banda Sinfônica do Estado de São Paulo – Regência: Marcos Sadao Shirakawa

17h |Jazz Sinfônica – Regência: João Maurício Galindo

20h |Orquestra do Theatro São Pedro – Regência: Luiz Fernando Malheiro

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro