São Paulo, SP, 12/11/2019
 
04/09/2014 - 15h07m

Palmeiras prepara 2ª edição do City Tour nas ruas de São Paulo

Agência Hoje 
Reprodução
Torcedores do Palmeiras têm chance de fazer segundo city tour em ônibus oficial do clube
Torcedores do Palmeiras têm chance de fazer segundo city tour em ônibus oficial do clube

São Paulo (Agência Hoje) - A segunda edição do City Tour pelos principais pontos de São Paulo está sendo organizada pela diretoria do Palmeiras, em parceria com a agência de viagens do clube, a Palmeiras Tour. O passeio será feito no domingo, 7, e terá a presença de torcedores no mesmo ônibus utilizado no deslocamento dos jogadores de futebol. 

Serão realizados dois passeios com 30 pessoas cada e o tempo aproximado do trajeto é de três horas. O primeiro sairá da Academia de Futebol, às 9h. O valor é de R$ 110,00. Sócios Avanti ganham desconto e pagam R$ 90,00. No trajeto, está previsto também uma visita ao Museu do Futebol, no Pacaembu, e um tour pela Academia de Futebol.

Os torcedores terão acompanhamento de guias especializados que explicarão os detalhes do roteiro. As inscrições podem ser feitas pelo site do clube.

Veja AQUI o site onde podem ser feitas as inscrições para o passeio

De acordo com o CEO da Palmeiras Tour, Bruno Paste, a expectativa é a de que o sucesso da primeira edição se repita no domingo. "Na última edição, tivemos todas as vagas preenchidas e o torcedor teve a oportunidade de recordar grandes fatos da nossa centenária história. Espero que neste novo City Tour possamos repetir o sucesso do evento anterior e que o palmeirense viva momentos inesquecíveis", explicou.

Veja os locais por onde o City Tour vai passar:

- Antiga Sede do Jornal Fanfulla. Rua Boa Vista – nº 48. Jornal que difundiu a ideia da criação do Palestra Italia. Hoje o logradouro abriga uma zona comercial e bancária. Ali existe o Café Girondino, localizado na esquina da Rua São Bento com a própria Rua Boa Vista. O local remonta os cafés do início do século XX.

- Salão Alhambra. Rua Marechal Deodoro - nº 2. Esse logradouro foi extinto. Hoje é a Praça da Sé. Hoje é um centro comercial muito movimentado e repleto de salas comerciais. Foi o local da primeira reunião de fundação Palestra.

- Salão Germânia. Rua Dom José de Barros. Foi o local do baile inaugural do Palestra Italia. Existe até hoje e é propriedade do E. C. Pinheiros.

- Primeiro campo de futebol do Palestra. Rua Major Maragliano – nº 54, na Vila Mariana. Hoje é um hospital psiquiátrico da Prefeitura.

- Rua Libero Badaro, nº 40, 2º e 3º andar. Esquina com a Praça do Patriarca nº 9, sede histórica do Palestra. Em 1918, o local se transformou num hospital para as vítimas da gripe espanhola.

- Edifício Martinelli. 16º andar. Última sede do Palestra Italia no centro da cidade antes de se transferir para o Palestra Italia. O local ainda existe.

- Monumento Duque de Caxias. Localizado na Praça Princesa Isabel, na avenida Rio Branco, s/n. Essa estátua foi doada à municipalidade em razão de amistosos que aconteceram em 1940 e 1941, revertendo a renda para a confecção desse monumento histórico.

- Inauguração do estádio do Pacaembu. Coube ao Palestra Italia ser a primeira equipe paulista a atuar no estádio Municipal do Pacaembu, em 28 de abril de 1940, na vitória de 6 a 2 sobre o Coritiba. No estádio, o Palmeiras é o maior vencedor de títulos com 26 conquistas.

- Praça Ramos de Azevedo. Em 1929, Palestra Italia e Portuguesa fizeram um amistoso em memória do arquiteto Ramos de Azevedo, falecido em junho de 1928. Entre as tantas obras arquitetônicas edificadas por ele, destaque para o Teatro Municipal, localizado na praça que leva o seu nome. O teatro foi palco da Semana de Arte Moderna de 1922, que contou com a participação de Vincenzo Ragognetti, fundador do Palestra Italia. No plano esportivo, o Verdão venceu a Lusa pelo placar de 2 a 1 e ganhou a taça colocada em disputa.

- Palácio da Justiça. Busto de Dante Delmanto, ex-presidente do Palestra Italia nos anos 30. É a sede do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Está localizado no centro antigo de São Paulo, entre a Praça da Sé, a Praça João Mendes Jr. e a Praça Clóvis Bevilácqua, próximo à Catedral da Sé. O busto do advogado e jurista Dante Delmanto está exposto no Salão do Júri do Palácio, à esquerda de quem entra no salão, próximo às portas secundárias de circulação. Há também um viaduto na zona sul de São Paulo com o seu nome.

- Passarela Arrancada Heroica. Localizada na Avenida Antártica, próxima ao Palestra Italia. O nome desta passarela é uma homenagem da cidade de São Paulo à Sociedade Esportiva Palmeiras referente o jogo do dia 20 de setembro de 1942, quando o Palesta Italia venceu o São Paulo por 3 a 1, tornando-se campeão paulista daquele ano.

- Praça Hygino Pelegrini. Localizada ao lado da sede do clube, entre a Rua Padre Thomaz e a Avenida Francisco Matarazzo, o local leva o nome do presidente do Palmeiras que assumiu o comando do clube nos anos 40, justamente no período de mudança do nome.

- Catedral da Sé. O Palmeiras esteve presente em dois momentos na história da construção da catedral da Sé. O primeiro aconteceu em 1929, quando Palestra e Corinthians disputaram a Taça Catedral e reverteram as suas rendas para as obras. Em 1944, Palmeiras e São Paulo também doaram a renda de uma de suas partidas do Paulistão para a conclusão da cúpula.

- Cantinas do Brás. Reduto de imigrantes italianos, o bairro do Brás era uma concentração da torcida palestrina. Era comum os palestrinos comemorarem as grandes vitórias do clube nas inúmeras cantinas e pizzarias do bairro. Hoje, duas das mais tradicionais ainda estão em atividade. A cantina Castelões e do Gigio.

- Sede da Prefeitura de São Paulo. O edifício Matarazzo, localizado no Vale do Anhangabaú, é a sede da prefeitura da cidade. Foi projetado pelo arquiteto italiano Marcello Piacentini. Francisco Matarazzo foi um dos maiores empresários do mundo e sempre se dedicou ao Palestra Italia, sendo aclamado como presidente honorário perpétuo do clube alviverde.

- Museu da Imigração. Localizado na Rua Visconde de Parnaíba, na Mooca, o Museu da Imigração do Estado de São Paulo herda do Memorial do Imigrante toda a história de preservação da memória das pessoas que chegaram ao Brasil por meio da Hospedaria de Imigrantes. Foi ali que os nossos antepassados palestrinos aportaram quando chegaram ao Brasil vindos da Itália.

- Troféu Palácio dos Bandeirantes. Instituído pela Federação Paulista em 1990, o troféu retrata a fachada do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. Foi essa taça que o Palmeiras conquistou provisoriamente quando goleou o Corinthians por 4 a 0, na final do Campeonato Paulista de 1993. Hoje o troféu está no memorial da sede de FPF.

- Rua das Palmeiras. Importante via de ligação entre a Barra Funda e a Santa Cecília. Na região havia um clube de futebol chamado Associação Atlética das Palmeiras. Em 1916, a Associação Atlética das Palmeiras ajudou o recém-fundado Palestra Italia a ganhar uma vaga para disputar o Campeonato Paulista de Futebol pela primeira vez. Esse fato seria lembrado em 1942, quando o Palestra Italia foi obrigado a mudar de nome em função da Segunda Guerra Mundial, e passou a se chamar Sociedade Esportiva Palmeiras, em homenagem à A.A. das Palmeiras.

- Estação da Luz. Por mais de uma centena de vezes o Palestra Italia utilizou-se dos trens que partiam da estação da Luz para realizar os seus compromissos. O mais marcante desembarque palmeirense, sem dúvida, foi em 1951, quando o Palmeiras acabara de vencer o Campeonato Mundial Interclubes, a Copa Rio, onde mais de um milhão de torcedores foram recepcionar o time na estação. Um recorde na história da cidade.

- Estação Palmeiras-Barra Funda. Em 27 de abril de 2006, a estação do Metrô passou a se chamar Palmeiras-Barra Funda, sediada a cerca de 750 metros do terminal. O mesmo veio a acontecer com as estações da CPTM durante o ano de 2007.

- Teatro São Pedro. Ponto de encontro da vida social da cidade no início do século XX, era um dos locais utilizados para festejos e atividades sociais do Palestra Italia. Festas de aniversários do clube foram realizadas ali. O teatro se localiza na Rua Albuquerque Lins, na Barra Funda.

- Rua Turiassu, 1840. Atual sede social do Palestra. Ali está o mais moderno complexo esportivo do Brasil. A casa palestrina adquirida em 1920, com o esforço, fibra, recursos e suor dos palmeirenses.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro