São Paulo, SP, 20/06/2019
 
03/05/2014 - 17h19m

Para Aécio, Dilma não está preparada para governar o Brasil

Agência Hoje 
Reprodução
Na Expozebu, em Uberaba, Aécio Neves encontrou lideranças políticas e da agropecuária e criticou Governo do PT
Na Expozebu, em Uberaba, Aécio Neves encontrou lideranças políticas e da agropecuária e criticou Governo do PT

Uberaba, Minas Gerais (Agência Hoje) - Durante visita à Expozebu, em Uberaba, no triângulo mineiro, o senador Aécio Neves, pré-candidato a presidente da República pelo PSDB, disse que vê a presidente Dilma Rousseff como "uma mulher honesta, uma mulher de bem" e que não faz nenhuma crítica a sua conduta pessoal.

"Acho apenas que ela está despreparada para governar um país com a complexidade do Brasil", declarou ele, ao lado do deputado Ronaldo Caiado, do DEM-GO e líder da bancada ruralista no Congresso, do governador de Minas, Alberto Pinto Coelho, do PP, e do candidato ao Governo do Estado pelo PSDB, Pimenta da Veiga, além de lideranças locais.

Ao comentar a necessidade de exigir que o país seja governado com austeridade, ele declarou que a população não tolera mais "os escândalos em série, intermináveis e vergonhosos, que nos humilham como povo e reduzem nossa dimensão perante a comunidade internacional. Não é esse o Brasil que queremos".

Mais adiante, repetindo discurso feito em Ouro Preto, no Dia de Tiradentes, Aécio adiantou que o país está cobrando a reforma política. "O povo está exausto e indignado, não admite mais qualquer espaço para a conivência, o aparelhamento, o compadrio, os desvios de conduta e a corrupção endêmica que tomou de assalto o estado nacional”.

Dilma ou Lula

Aécio Neves também assegurou que para ele não há diferença em ter Dilma Rousseff ou Lula como adversários nas eleições de outubro próximo. “Para mim é indiferente. Nossa candidatura é contra esse modelo que tem levado desesperanças às pessoas, esse modelo de governança arcaica, do aparelhamento da máquina pública”, afirmou.

Pouco depois, em reunião com lideranças políticas do triângulo mineiro e agropecuaristas ele voltou a repetir que o seu adversário deve ser escolhido pelo PT. “O candidato, eles que escolham. O nosso vigor, a nossa determinação é a mesma e qualquer que seja o candidato nós trabalharemos para derrotá-lo”.

A assessoria do pré-candidato do PSDB informou que ele pretende participar do maior número possível de exposições agropecuárias, como forma de prestigiar uma das áreas que mais têm contribuído para a economia do país. O objetivo é ouvir as lideranças em todos os Estados e construir um programa de governo que permita superar os graves problemas do país e ao mesmo tempo retomar o crescimento econômico.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro