São Paulo, SP, 20/08/2019
 
11/07/2012 - 16h57m

Polícia Civil de São Paulo instaura inquérito para apurar queda de helicóptero

Folhapress 

SÃO PAULO, SP (Folhapress) - A Polícia Civil de São Paulo instaurou um inquérito para investigar o acidente de helicóptero que provocou duas mortes - do instrutor e do aluno - na manhã de hoje em São Paulo.

De acordo com o delegado Rubens Barazal, do 7º DP (Lapa), o inquérito não tem previsão para ser concluído. Ele disse que vai aguardar a perícia da Polícia Científica e a investigação da Aeronáutica.

Um funcionário da empresa proprietária da aeronave, a Master Escola de Aviação Civil, conhecida como Go Air, foi ouvido pelo delegado.

O funcionário, que não quis se identificar, afirmou que a aeronave modelo Robinson 22 caiu cerca de 40 minutos depois de ter decolado no aeroporto Campo de Marte (zona norte). Ele disse ainda que o instrutor Maílson Rocha Lopes, 23, foi aluno da escola e trabalhava como instrutor havia cerca de um ano.

O helicóptero caiu no galpão de uma empresa de logística durante um voo de instrução. O aluno Denis Thomazi, 32, já pilotava, mas estava tendo aulas para mudar de categoria.

A Anac informou que o Certificado de Aeronavegabilidade e a Inspeção Anual de Manutenção da aeronave estavam válidos. A habilitação do piloto e do aluno também estavam regulares nos registros da agência.

A Aeronáutica enviou equipes do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) ao local da queda e já iniciou sua investigação.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro