São Paulo, SP, 01/03/2021
 
09/09/2016 - 09h24m

Polícia do Rio quer ouvir presidente do COI sobre venda ilegal de ingressos da olimpíada

Agência Brasil/Flávia Villela* 

Rio de Janeiro - A Polícia Civil do Rio de Janeiro quer ouvir o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI) Thomas Bach para esclarecer mensagem de texto em celular apreendido do diretor do Comitê Olímpico Irlandês, Patrick Hickey, pedindo a Bach 500 ingressos extras para a Olimpíada no Rio.

Hickey chegou a ser preso por alguns dias no mês passado por suspeita de envolvimento em esquema internacional de venda de ingressos acima do preço impresso nos bilhetes, o que teria rendido US$ 10 milhões aos envolvidos, segundo as investigações da polícia.

De acordo com o delegado Ronaldo Oliveira, chefe do departamento do Departamento de Polícia Especializada, o presidente do COI não respondeu a mensagem, mas o comitê irlandês conseguiu 296 ingressos extras logo depois. “Seria muito importante ouvi-lo [Bach], já que ele foi citado várias vezes e esclareceria algumas dúvidas e tirar as conclusões necessárias. É importante a oitiva, não apenas dele, mas de outras pessoas”.

*Colaborou Tâmara Freire, repórter da Radiogência

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro