São Paulo, SP, 28/08/2014
 
02/12/2013 - 12h46m

Polícia Federal faz operação para prender chefes de esquema internacional de drogas

Agência Brasil 

São Paulo – A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (2) operação para prender chefes de um amplo esquema internacional de tráfico de drogas que atuava nos estados de Mato Grosso do Sul, do Paraná e de São Paulo, na fronteira com o Paraguai. A expectativa é que sejam cumpridos 46 mandados de prisão e 53 de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara da Justiça Federal de Umuarama, no interior paranaense. Durante a investigação, que começou em maio deste ano, 67 prisões foram feitas em flagrante nos três estados.

A Operação Piloto, como é chamada, começou quando um empresário de Umuarama foi identificado utilizando parte de sua frota para transportar grandes quantidades de maconha do Paraguai para São Paulo. Segundo a PF, a droga era escondida em cargas de cadeiras e sofás.

No decorrer das investigações, a Polícia Federal descobriu que, além do empresário, atuava uma enorme rede internacional de tráfico de drogas, formada por 16 quadrilhas. Elas compravam principalmente narcóticos, além de armas de fogo e munições procedentes do Paraguai. Em seguida, atravessavam a fronteira, transportando a mercadoria para o Brasil, e a escoavam para regiões onde a demanda é maior, das quais São Paulo é a principal.

Ao todo, foram apreendidas, desde maio, 49 toneladas de maconha, 393 quilos (kg) de cocaína, 125 kg de crack, 2.720 frascos de lança-perfume e mais de 8 mil comprimidos de ecstasy. Quinze armas de fogo e mais de 2 mil projéteis também foram apreendidos na Operação Piloto, além de 51 veículos, dos quais 23 são carretas ou caminhões, 26 automóveis e duas motocicletas. A polícia ainda recolheu R$ 394.724,00 em espécie.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro