São Paulo, SP, 07/12/2019
 
04/03/2016 - 10h17m

Polícia Federal leva Lula para depor; ações também buscam documentos em Atibaia, SP

Agência Hoje 
Agência Brasil/Marcello Casal Jr
Mais de 200 agentes da Polícia Federal cumprem 44 mandados na Operação Lava Jato em três Estados
Mais de 200 agentes da Polícia Federal cumprem 44 mandados na Operação Lava Jato em três Estados

São Paulo (Agência Hoje) - Agentes da Polícia Federal levaram o ex-presidente Lula nesta sexta-feira, por volta das 6h, de sua residência em São Bernardo do Campo, região do ABC paulista, para prestar depoimento. A ação faz parte da 24ª Etapa da Operação Lava Jato e está sendo realizada simultaneamente em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

Participam da Operação, pelo menos 200 agentes da Polícia Federal e 40 auditores da Receita Federal. Ao todo, são 44 mandados judiciais; 33 de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva, inclusive o de Lula. Os envolvidos estão sendo investigados por crimes de corrupção, fraudes, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Além do ex-presidente, a Polícia Federal fez buscas na residência e nos escritórios do filho de Lula, o empresário Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha. Outro nome conhecido envolvido na operação é do ex-presidente do Sebrae e atual administrador do Instituto Lula, Paulo Okamoto, também levado para depor.

SITIO DE ATIBAIA

O Sitio no bairro do Portão, em Atibaia, frequentado por Lula e familiares é outro alvo da Operação da Polícia Federal. Os agentes chegaram cedo ao local em quatro carros, entraram e retiraram documentos, computadores e tudo que acharam necessário para ajudar nas investigações.

Houve apoio de um helicóptero e de agentes da Polícia Rodoviária Federal. Manifestantes, contra e a favor do ex-presidente Lula, se postaram nas margens da Rodovia Fernão Dias, a 12 quilômetros de Atibaia, dificultando o tráfego, mas nas primeiras horas da manhã não houve casos de enfrentamento.

A movimentação de policiais federais na cidade foi grande e chamou a atenção de populares tanto no bairro do Portão, às margens da Rodovia Fernão Dias, quanto em um condomínio de alto padrão localizado no bairro de Guaxinduva, onde foram feitas apreensões de documentos e computadores.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro