São Paulo, SP, 20/08/2019
 
17/07/2013 - 11h48m

Polícia flagra empresários com R$ 30 milhões em cargas roubadas em rodovias de SP

Agência Brasil/Marli Moreira 

São Paulo - Os sócios-proprietários de uma empresa de hortifrutigranjeiros, no bairro Fartura, em São José do Rio Pardo, interior paulista, foram presos, ontem (16), sob suspeita de serem receptadores de carga roubada em rodovias. No estabelecimento deles, foram encontrados R$ 30 milhões em azeites, óleos, lubrificantes, presuntos importados, pneus, produtos de limpeza e outras mercadorias.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP) divulgou apenas as iniciais dos nomes dos sócios P.A.R. e L.F.M., ambos de 47 anos, presos com o avanço das investigações, iniciadas em maio último, por policiais da Delegacia de Investigações sobre Roubos de Cargas ( 2ª Divecar) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). A operação batizada de “Conexão Caipira” tenta desarticular quadrilhas de roubo e receptação de mercadorias nas regiões de Campinas e São José do Rio Pardo.

Por meio de nota, o delegado Alberto Pereira Matheus Júnior, titular da 2ª Divecar, explicou que os suspeitos utilizavam o entreposto comercial, legalmente constituído, para a armazenagem de mercadorias roubadas.

“Os empresários aproveitaram todo o esquema da estocagem lícita e guardavam as cargas roubadas. Dessa maneira, ninguém estranhava a movimentação de caminhões no local. Usavam a fachada de empresa para fomentar o crime”, disse ele.

O delegado acredita que com esse desfecho ficará mais difícil às ações de receptação e distribuição de carga roubada. Seis caminhões foram enviados ao entreposto para a retirada dos produtos apreendidos que, segundo a delegado, serão devolvidos a seus donos.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro