São Paulo, SP, 25/06/2019
 
30/05/2012 - 18h54m

Pombos treinados para levar celular até celas de penitenciária são apreendidos

Folhapress 

SÃO PAULO, SP (Folhapress) - Dois pombos apreendidos neste mês em Pirajuí (384 km de São Paulo), perto de uma penitenciária, portavam bolsas que continham sabão em barra, informou hoje a Secretaria Estadual da Administração Penitenciária.

A secretaria suspeita que as aves estavam em fase de "treinamento" para levar drogas à penitenciária Dr. Walter Faria Pereira de Queiróz.

No total, foram apreendidos quatro pombos em maio. Ontem, a Polícia Civil havia divulgado imagens de dois deles, com "mochilinhas" amarradas ao corpo que abrigavam um celular cada uma.

A pasta afirmou, em nota, que em todos os casos as aves foram apreendidas por agentes de segurança da unidade antes de chegarem às mãos de presos.

Também disse que a direção da penitenciária está tomando providências para evitar a permanência de pombos no local, como a colocação de repelentes em pontos estratégicos.

Ainda segundo a secretaria, as 151 unidades prisionais do Estado estão equipadas para impedir a entrada de celulares, drogas e outros objetos ilícitos.

HELICÓPTERO

Um helimodelo -um tipo de helicóptero em miniatura controlado por controle remoto- foi encontrado na rodovia Raposo Tavares por volta das 8h de hoje próximo ao muro da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau (611 km de São Paulo).

Ele foi encontrado por funcionários da concessionária que administra a rodovia no acostamento. A polícia foi chamada e encontrou perto do helimodelo um saco plástico com sete aparelhos celulares e algumas serras.

Segundo a polícia, o helicóptero caiu ao tentar voar para dentro do presídio.

O caso foi registrado na Delegacia Seccional de Presidente Venceslau.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro