São Paulo, SP, 13/11/2019
 
29/10/2013 - 11h13m

Por falta de provas, Polícia libera 32 suspeitos de vandalismo na Fernão Dias

Agência Brasil/Fernanda Cruz 
Agência Brasil/Arquivo
Polícia mantém presos apenas dois dos 90 detidos nos atos de vandalismo na Fernão Dias, em Guarulhos
Polícia mantém presos apenas dois dos 90 detidos nos atos de vandalismo na Fernão Dias, em Guarulhos

São Paulo - Foram liberadas, por volta das 6h30, 32 pessoas por participação nos atos de vandalismo que provocaram o bloqueio ontem (28) à noite da Rodovia Fernão Dias, na região de Guarulhos. Segundo a Polícia Militar, cerca de 90 pessoas foram detidas e duas permanecem presas.

Durante o protesto, foram incendiados cinco automóveis, dois caminhões e dois ônibus. De acordo com Bruno Guilherme de Jesus, delegado de plantão no 39º Distrito Policial, na Vila Gustavo, algumas lojas foram saqueadas e uma pessoa, baleada.

O delegado informou que as 32 pessoas foram liberadas por falta de provas e que apenas duas continuam presas por ainda não ter sido possível reconhecer suas identidades. O delegado aguarda a conferência das suas impressões digitais para que também sejam liberadas.

Segundo o delegado, pelo menos 20 detidos tinham passagem pela polícia, a maioria por roubo, furto e tráfico de drogas. O delegado informou ainda que os acusados poderão ter de responder por dano qualificado, incêndio e furto.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro