São Paulo, SP, 25/06/2019
 
03/09/2015 - 17h35m

Prefeito Eduardo Paes vai sancionar projeto que proíbe o uso do Uber no Rio de Janeiro

Agência Brasil/Vinícius Lisboa 

Rio de Janeiro - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse nesta quinta-feira (3) que o projeto da Câmara dos Vereadores que bane o Uber e outros aplicativos de transporte particular do Rio de Janeiro só não vai ser sancionado se houver inconstitucionalidade ou irregularidade. "O nosso caminho é o da sanção. A não ser que tenha alguma irregularidade ou inconstitucionalidade", afirmou o prefeito.

Nesta semana, a Uber divulgou uma carta em que pedia que o prefeito "dialogasse com a sociedade" antes de sancionar o projeto. Em resposta, Paes já havia afirmado que estava aberto ao diálogo.

Quarta-feira, a empresa pediu a adesão de internautas à hashtag #vetaPaes e deu uma lista de endereços de emails para que a população peça ao prefeito que vete a medida.

Carnaval

O prefeito confirmou que a prefeitura vai elevar a ajuda dada anualmente às Escolas de Samba para o carnaval. Segundo Paes, uma das razões é a crise econômica, e a festa traz receita para a cidade. "[A prefeitura] vai [aumentar a ajuda]. Temos um ano de crise econômica e de muita dificuldade", disse o prefeito. "A gente acha que é importante ajudar mais. Esse valor está congelado desde o início do mandato, e não teve reajuste da inflação. É a festa mais fantástica da cidade e a gente quer que seja uma festa bonita".

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro