São Paulo, SP, 11/12/2018
 
02/05/2015 - 17h46m

Prefeitura vai cadastrar famílias atingidas pela enchente do Rio Negro, em Manaus

Agência Brasil/Mariana Tokarnia 

A prefeitura de Manaus vai iniciar no dia 11 de maio um cadastro das pessoas atingidas pela cheia do Rio Negro. A Secretaria de Assistência Social trabalhará em conjunto com outras secretarias para identificar as famílias que tiveram as casas alagadas e precisarão de auxílio-aluguel, de acordo com a Defesa Civil do município, que também atuará no cadastro.

O nível do Rio Negro está em 28,03 metros, segundo a última medição do Porto de Manaus, feita na quinta-feira (30). O chefe da Divisão de Suporte da Defesa Civil de Manaus, Cleodivan Menezes de Paula, explica que, caso o nível do rio chegue a 29 metros, já pode ser caracterizada a situação de emergência. "Isso não significa que será decretada situação de emergência, se isso ocorrer, deverá ser mais para o final do mês."

A prefeitura trabalha com a expectativa de que quinze bairros possam ser afetados pela cheia deste ano. Segundo a Defesa Civil, o bairro dos Educandos, localizado à margem do Rio Negro, é um dos que, historicamente, mais são afetados pelas cheias. Além das casas e palafitas construídas próximo ao rio, o bairro fica localizado em uma área baixa o que torna propício o alagamento. Pelo menos 700 famílias devem ser afetadas pela cheia deste ano, prevê a secretaria.

"Tem muita casa no leito do igarapé. Quando chega o período de cheia, algumas são atingidas até indiretamente, com a manifestação de doenças", diz Menezes. Ele acrescenta que a prefeitura construiu seis passarelas para possibilitar o acesso às casas. Ainda deverão ser construídos mais 1,5 mil metros de passarelas em outras localidades. "Além de possibilitar o acesso às casas, as pontes permitem o atendimento das famílias."

Na última quinta-feira, a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais - Serviço Geológico do Brasil (CPRM) expediu um alerta com a previsão de que o Rio Negro registre a quarta maior cheia desde 1953, atingindo o nível de 29,62 metros – caso o nível de chuvas se mantenha.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro