São Paulo, SP, 18/06/2018
 
10/05/2014 - 07h09m

Primeiros turistas chegam para a Copa; previsão é receber mais de 3,5 milhões de torcedores

Agência Hoje/Edmundo Fortes 
Divulgação
São Paulo, cidade-sede onde será abertura da Copa receberá grande número de turistas
São Paulo, cidade-sede onde será abertura da Copa receberá grande número de turistas

São Paulo (Agência Hoje) - Os primeiros turistas interessados em assistir a Copa do Mundo no Brasil começam a chegar nas 12 cidades-sede, em movimento detectado por órgãos do Governo Federal. A estimativa é de que até agora pelo menos 200 mil torcedores estrangeiros entraram no país, a maioria pelos aeroportos de São Paulo, Rio e Recife.

Até o início de junho, na semana que antecede a abertura do maior torneio de futebol do mundo, o Governo Federal acredita que 3,6 milhões de estrangeiros e brasileiros se movimentarão para assistir as partidas da Copa. A expectativa é de que eles também vão conferir os atrativos naturais e riquezas histórico-culturais tipicamente brasileiras.

Em contagem regressiva para a Copa do Mundo de Futebol, o Ministério do Turismo está atento à movimentação turística que se intensificará nas próximas semanas, em todo o Brasil. O país que sonha em ostentar o sexto título de campeão mundial também espera ganhar o apreço dos visitantes e promover um evento histórico para estrangeiros e brasileiros.

A estimativa do Ministério do Turismo é que o País receba cerca de 600 mil turistas estrangeiros e três milhões de brasileiros no período da Copa. Foram investidos cerca de R$ 180 milhões em obras de sinalização, acessibilidade e centros de atendimentos aos turistas, a partir da Matriz de Responsabilidade de Copa.

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) também destinou R$ 461 milhões a centros de convenções e eventos em 11 cidades. Além disso, o setor foi incluído no pacote de desoneração fiscal do Plano Brasil Maior do Governo Federal.

Além de assistir aos jogos, os cerca de 3,6 milhões de visitantes esperados também devem conferir as belezas naturais e as riquezas históricas e culturais que fazem do país do futebol um dos principais destinos turísticos do mundo.

Veja as principais atrações das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014:

BELO HORIZONTE

Ela tem o charme e o jeitinho mineiro que o Brasil adora. Belo Horizonte, capital de Minas Gerais e cidade-sede da Copa do Mundo de 2014, é a terceira maior região metropolitana do País, com 4,8 milhões de habitantes. Fundada em 12 de dezembro de 1897, a capital mineira foi a primeira cidade planejada do País.

Emoldurada pelas montanhas da Serra do Curral, a cidade é conhecida como a "capital dos botecos", com a maior média de bares entre os municípios brasileiros. Belo Horizonte mantém um concurso anual para eleger os melhores bares em várias categorias. São 14 mil estabelecimentos dessa natureza, garantindo uma vida noturna bem agitada.

O famoso tempero mineiro faz parte da cultura da cidade e atrai visitantes em busca de leitão à pururuca, tutu de feijão, vaca atolada (prato com costela de boi e mandioca), doces caseiros e outros sabores inesquecíveis. Belo Horizonte atende aos turistas com uma ótima rede de restaurantes de comida regional. Sem falar no queijo produzido na cidade e nos arredores, patrimônio cultural de Minas Gerais.

A cidade convida a uma boa caminhada: comece pela Praça da Liberdade, passe pelos bairros de Savassi e Lourdes, com seus variados cafés e lojinhas. Tudo isso é complementado pela hospitalidade sem igual dos mineiros, temperada por um sotaque peculiar.

Belo Horizonte também foi uma das sedes da Copa do Mundo da Fifa de 1950, recebendo jogos de Inglaterra, Estados Unidos, Iugoslávia, Suíça, Bolívia e Uruguai.

Dona de uma história de crescente evolução econômica, social e educacional, Belo Horizonte também é muito forte no setor cultural. Na década de 40, foi escolhida pelo arquiteto Oscar Niemeyer para seu “debut” profissional, o que deu origem ao belo conjunto arquitetônico que contorna a Lagoa da Pampulha.

Principais pontos turísticos

Mercado Central

Pão de queijo, frutas e verduras fresquinhas, cerveja gelada, diversos tipos de queijo, carne para comer na hora e também para levar para casa, artesanato para consumidor e para artesão, pimenta, cachaça, cabeleireiro, flor, imobiliário, bijuterias, instrumentos musicais, jiló refogado, ervas medicinais e por aí vai. A lista de itens que você pode encontrar no Mercado Central é gigantesca.

Endereço: Avenida Augusto de Lima, 744 Telefone: (31) 3274.9434

Site: www.mercadocentral.com.br

Funcionamento: 2ª a sab. das 7h às 18h. Domingos e feriados, das 7h às 13h.

Centro de Artesanato Mineiro (Ceart)

O local comercializa cerâmicas do Jequitinhonha e de Ouro Preto, além de tapetes em estilo arraiolo (bordados em lã), trabalhos em estanho e esculturas de São João Del Rei, rendas, entre outros.

Endereço: Av. Afonso Pena, 1537 - Funcionários. Acesso pela Avenida Candaraí

Telefone: (31) 3272.9513 e (031) 3272.9516

Horário: segunda a sexta, das 9h às 19h30. Sábado, das 9h às 13h30. Domingo, das 8h às 12h30

Preço: Visitação grátis.

Acessibilidade: sim

Palácio das Artes

É o maior centro multicultural do estado, com três salas de concertos e teatro, um cinema, cinco galerias, biblioteca, hemeroteca, musicoteca. Livraria, café e o Centro de Artesanato Mineiro também compõem o lugar.

Endereço: Av. Afonso Pena, 1.537 - Centro

Telefone: (31) 3236.7400

Visitas monitoradas: (31) 3236.7310

Preço: Visitação gratuita

Acessibilidade: sim

Circuito da Praça da Liberdade

O Circuito Cultural da Praça da Liberdade é ideal para se conhecer um pouco a história da capital de Minas. Trata-se de um rico conjunto com equipamentos culturais, além do Palácio da Liberdade e do centro de apoio Turístico Tancredo Neves (“Rainha da Sucata”). Cada prédio, que antes era utilizado por alguma Secretaria de Estado, foi transformado em um espaço cultural aberto à visitação. Museus, bibliotecas e centros culturais estão instalados no entorno de um dos locais mais visitados da capital mineira.

Conjunto Arquitetônico e Paisagístico da Pampulha

Moderno e audacioso o conjunto, formado pela Igreja de São Francisco de Assis, Museu de Arte, Casa do Baile e Iate Tênis Clube, nasceu na década de 40. Os prédios foram projetados por Oscar Niemeyer, embelezados pela contribuição dos painéis de Portinari, do paisagismo de Burle Marx e das esculturas de Ceschiatti, Zamoiski e José Pedrosa. O caráter inovador e as propostas influenciaram a moderna arquitetura brasileira. Mais recentemente, outros atrativos foram incorporados ao complexo a exemplo do Mineirão, Mineirinho, Parque Ecológico da Pampulha e do Aquário da Bacia do Rio São Francisco.

Endereço: Avenida Otacílio Negrão de Lima - Pampulha

Museu das Minas e do Metal

Acervo é focado em mineração e metalurgia, que são as principais atividades econômicas do Estado. O espaço possui ambientes virtuais que permitem a interação dos visitantes com o mundo dos metais.

Endereço: Praça da Liberdade, s/ n (Prédio Rosa)

Site: www.mm.org.br

Telefone: (31) 3516.7200

Funcionamento: terça a domingo, das 12h às 18h. Quinta, das 12 às 22h

Acessibilidade: sim

Parque das Mangabeiras

Projetado pelo paisagista Roberto Burle Marx, o local é um dos maiores parques urbanos da América Latina. Nele estão 28 espécies de mamíferos, 160 de aves, 20 de répteis e 19 de anfíbios. São 2,8 milhões de m² com trilhas, quadras e playground. O parque oferece ainda atividades culturais realizadas em datas comemorativas na Praça das Águas e no Teatro de Arena. Do Mirante das Mangabeiras, se vê a paisagem do complexo urbano de um lado. Do outro, a Serra do Curral.

Endereço: Avenida José Patrocínio Pontes, 580 (acesso sul) e Rua Caraça, 900, Mangabeiras(acesso norte)

Telefone: (31) 3277.8277 e (31) 3277.4882

Horário: terça a domingo e feriados, das 8h às 18h

Preços: entrada gratuita

Acessibilidade: Parcial

Inhotim (56 km de Belo Horizonte)

O Instituto Inhotim foi idealizado em meados da década de 1980. Em 1984, o local recebeu a visita do renomado paisagista Roberto Burle Marx, que apresentou algumas sugestões e colaborações para os jardins. O acervo artístico do Inhotim compreende cerca de 500 obras de mais de 100 artistas de 30 diferentes nacionalidades.

Endereço: Rua B, 20 – Brumadinho Telefone: (31) 3571-9700/ 3571-6638/ 3223-8224

Funcionamento: 3ª a 6ª das 9h30 às 16h30, sábados, domingos e feriados de 9h30 as 17h30. Nas terças feiras a entrada é gratuita. Nos demais dias é cobrado taxa de entrada.

Transporte – Viação Saritur – Plataforma F2 da Rodoviária de Belo Horizonte – Saindo às 9h15 de 3ª a 6ª e retornando às 16h30. Nos finais de semana e feriados, o horário de retorno para a capital mineira é às 17h30.

Ouro Preto (100 km de Belo Horizonte)

Cidade centenária foi o primeiro sítio brasileiro a ser tombado como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO devido à relevância do seu conjunto monumental e seu traçado urbano integrado à paisagem. A antiga Vila Rica já surgiu no final do século XVII com um nome profético. Rica em história, arte, cultura, religião e política, Ouro Preto foi cenário de acontecimentos que marcaram os rumos do desenvolvimento nacional.

BRASÍLIA

Brasília, a capital do Brasil, é um Patrimônio Cultural da Humanidade, título concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Prédios homogêneos, ruas largas e arborizadas, parques e setores pensados no bem-estar da população e do visitante levam a assinatura dos mestres do urbanismo, Lucio Costa, e da arquitetura modernista, Oscar Niemeyer.

Os monumentos de Brasília são únicos e dispostos de maneira a formar um museu a céu aberto. A vegetação típica de cerrado e a farta arborização das áreas urbanas fazem da capital, circundada pelo Lago Paranoá, uma cidade verde. São 120m² de área verde por habitante – valor quatro vezes superior ao recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Brasília é cheia de sotaques e criatividade na gastronomia, que extrai o melhor dos temperos nacionais e internacionais. Além de restaurantes de gastronomia mundial, é possível para o visitante encontrar endereços de comida típica em Brasília. Peixe na telha e temperos como o pequi estão disponíveis em alguns dos estabelecimentos na cidade. É justamente essa riqueza que faz da capital federal um monumento do presente digno de ser preservado para as gerações do futuro.

Brasília está entre as dez cidades brasileiras com melhor Índice de Qualidade de Vida (IDH) e receberá cerca de 490 mil turistas para a Copa do Mundo, de acordo com estimativa do Ministério do Turismo. Serão sete jogos, entre eles, a disputa de terceiro lugar e um jogo da seleção brasileira da fase de grupos.

Ao longo de seus 112,25 km², que correspondem à maior área tombada do mundo, reúne atrações que remontam à construção da cidade, inaugurada em 21 de abril de 1960 pelo então presidente Juscelino Kubitschek, com o objetivo de integrar as diversas regiões do País em torno do Planalto Central.

Os principais destaques ficam por conta das obras do arquiteto Oscar Niemeyer, entre elas a Praça dos Três Poderes e os Palácios do Planalto e da Alvorada. Brasília é uma cidade de vida cultural e noturna intensa, com exposições e festivais ao longo do ano todo e mais de 120 restaurantes e bares.

Já para quem prefere passeios ao ar livre, o Lago Paranoá, com atividades náuticas, o Parque da Cidade, com paisagismo de Burle Marx, e o Parque Nacional, com vegetação e fauna típicas do cerrado, são destinos que valem a visita.

Principais pontos turísticos

Esplanada dos Ministérios

As principais obras do arquiteto Oscar Niemeyer em Brasília estão localizadas no Eixo Monumental. Partindo da Plataforma Rodoviária e percorrendo esse Eixo na direção leste, avista-se a Catedral Metropolitana, o conjunto da Esplanada dos Ministérios e o Palácio do Itamaraty. Por fim, chega-se à Praça dos Três Poderes, onde estão as sedes dos governos Executivo (Palácio do Planalto), Legislativo (Congresso Nacional) e Judiciário (Supremo Tribunal Federal).

Feira do Guará e Feira da Torre

Uma das mais tradicionais feiras da cidade, a Feira do Guará acabou se tornando ponto turístico de Brasília, em especial graças à grande variedade de produtos oferecidos nas quase 600 barracas: de comidas típicas a presentes e artesanato. Funciona de quinta a domingo em uma área de 11 mil m2 e quem visita a cidade deve reservar ao menos uma manhã para percorrer as barracas e desfrutar de produtos diversos.

Se o assunto é artesanato, a Feira da Torre é a parada obrigatória para o visitante. Quarentona, reúne trabalho de artesãos locais que usam técnicas diversas e materiais brasileiros, como o capim dourado, para confeccionar anéis, colares, brincos, cintos, porta-moedas e objetos em geral. Os bordados e os objetos em madeira também são destaque nas 522 barracas que oferecem produtos no local. A feira funciona aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h.

Catedral

Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, a Catedral dispõe de quatro grandes sinos, doados pela Espanha. Na cobertura da nave, um vitral com dezesseis peças em fibra de vidro, em tons de azul, verde, branco e marrom, decora o ambiente em meio aos pilares de concreto pintados por Marianne Peretti, em 1990. O altar foi doado pelo papa Paulo VI, enquanto a Via Sacra é uma obra de Di Cavalcanti. Na entrada da catedral, as passagens da vida de Maria foram pintadas por Athos Bulcão.

Endereço: Setor Cívico Sul, Lote 12

Site: www.arquidiocesedebrasilia.org.br

Horário: De 2ª a sábado, das 8h às 17h. Domingo, das 8h às 18h.

Preços: gratuito

Acessibilidade: sim

Lago Paranoá

O Lago Paranoá, criado artificialmente como parte do plano de construção de Brasília na gestão do então presidente Juscelino Kubitscheck, tem 48 km² de extensão, 80 km de perímetro e praias artificiais ao seu redor. Em suas águas, navegam mais de 11 mil embarcações, o que qualifica sua frota como a terceira maior do País e um reduto de esportes náuticos.

A pesca amadora e em pequena escala tornou-se permitida após a despoluição do lago, em 2000. As espécies mais comuns são os lambaris e as traíras, ambos nativos da região, além de tilápias e carpas. Em 2002, completando o cenário do Lago Paranoá, foi inaugurada a Ponte JK, obra do arquiteto Alexandre Chan. Com 1,2 km de extensão, 24 metros de comprimento e três grandes arcos assimétricos, é um dos cartões postais da capital federal.

Congresso Nacional

Na visita, é possível conhecer o patrimônio artístico e cultural do Congresso Nacional, compreender seu funcionamento, bem como o papel das duas casas legislativas da República Federativa do Brasil.

Endereço: Praça dos Três Poderes – Eixo Monumental

Horário: diariamente, das 9h30 às 17h, inclusive aos finais de semana e feriados

Preços: gratuito

Acessibilidade: sim

Espaço Lúcio Costa

Pequeno museu subterrâneo concebido por Oscar Niemeyer para homenagear o idealizador da capital federal. Conta com uma maquete tátil de Brasília, cópias do projeto original do Plano Piloto, bem como fotos da construção e da inauguração.

Endereço: Praça dos Três Poderes, subsolo

Funcionamento: Diariamente, inclusive finais de semana e feriados, das 9h às 18h

Preços: gratuito

Acessibilidade: sim

Memorial dos Povos Indígenas

Construído em 1987, foi projetado por Oscar Niemeyer em forma de espiral como alusão à maloca redonda dos índios Yanomami. No acervo, peças representativas de várias tribos, incluindo a arte plumária dos Urubu-Kaapor, bancos de madeira dos Yawalapiti, Kuikuro e Juruna e máscaras e instrumentos musicais do Alto Xingu e Amazonas.

Endereço: Praça do Buriti - Eixo Monumental Oeste (em frente ao Memorial JK)

Funcionamento: de 3ª à 6ª, das 9h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

Preço: gratuito

Acessibilidade: sim

Memorial JK

Os espelhos d'água, as rampas de acesso e os jardins emolduram o edifício monumental, todo em mármore branco. O pedestal de concreto armado, medindo 28 metros de altura, sustenta a estátua do presidente Juscelino Kubitschek. No local, encontram-se o mausoléu do governante, um museu e sua biblioteca particular.

Endereço: Praça do Cruzeiro - Eixo Monumental, Lado Oeste

Funcionamento: de 3ª a domingo, das 9h às 18h

Preços: R$ 4

Acessibilidade: sim

Parque da Cidade Sarah Kubitschek

O maior parque urbano da América Latina reúne a Praça das Fontes, com paisagismo de Burle Marx, uma ciclovia, uma hípica, uma pista de kart e parques infantis, além do circuito de atletismo de 4 km para iniciantes e de trajetos de 6 e 10 km. Conta também com restaurantes e bosques com churrasqueiras e um anfiteatro.

Endereço: Eixo Monumental Sul

Horário: diariamente das 5h às 24h

Preço: gratuito

Acessibilidade: sim

Palácio do Planalto

O Palácio do Planalto é a sede do Poder Executivo e o local onde fica o gabinete presidencial. Foi um dos primeiros edifícios construídos na nova capital e o centro das comemorações da inauguração de Brasília. O projeto do Palácio, de autoria de Oscar Niemeyer, impressiona pela pureza das linhas, com predomínio de traços horizontais e efeito plástico requintado.

Endereço: Praça dos Três Poderes - Eixo Monumental

Horário: domingos, das 9h30 às 14h. São formados grupos de 30 pessoas, por ordem de chegada.

Preço: gratuito

Acessibilidade: sim

Palácio da Alvorada

Projetado por Oscar Niemeyer, é uma das mais importantes edificações do modernismo arquitetônico brasileiro e o primeiro prédio construído em alvenaria na nova capital. Está localizado numa península que divide o Lago Paranoá em Lago Sul e Lago Norte e abriga a residência oficial do presidente da República.

Endereço: Via Presidencial, s/n.

Horário: 4ª, das 15h às 17h. São formados grupos de 30 pessoas, por ordem de chegada.

Preço: gratuito

Acessibilidade: sim

Santuário Dom Bosco

Projetado por Lúcio Costa, ocupa posição central no Plano Piloto. Chama atenção a luz azul que tinge todo o ambiente a partir dos vitrais da cor do céu, do chão ao teto. À noite, durante as missas, é aceso o majestoso lustre formado por 7.400 copos de vidro, fabricados na ilha italiana de Murano.

Endereço: av. W3 Sul Quadra 702 Lt. B

Ermida Dom Bosco

Esta pequena capela proporciona uma das vistas mais privilegiadas de Brasília. A partir dela é possível enxergar o Palácio da Alvorada, o Eixo Monumental e a Esplanada dos Ministérios. Foi projetada por Oscar Niemeyer, em forma de pirâmide, revestida de mármore branco. Foi construída sobre uma estrutura de concreto ao lado do Lago Paranoá.

Endereço: Estrada Parque Dom Bosco, QI 29 Lago Sul

Chapada Imperial

A Chapada Imperial é a maior área de mata particular preservada dentro do Distrito Federal. São 4,8 mil hectares de trilhas ecológicas e mais de 30 cachoeiras que podem ser visitadas com segurança e infraestrutura. informações e reservas pelos telefones (61) 9965-2461 / (61) 9961-9068 ou por e-mail (chapadaimperial@gmail.com). Fica próximo à cidade-satélite de Brazlândia (50 Km distante da área central de Brasília).

Chapada dos Veadeiros

Um dos mais belos cenários de natureza do Brasil. O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é uma unidade de conservação do cerrado de altitude, Patrimônio Mundial Natural da Humanidade (Unesco), considerado reserva da Biosfera. Localizada no município de Alto Paraíso (estado de Goiás), a entrada do Parque Nacional, na Vila de São Jorge, fica distante cerca de 245 Km de Brasília. É aberto para visitação com trilhas, cachoeiras e banhos de rio. Alto Paraíso de Goiás, Vila de São Jorge.

SÃO PAULO

A vocação natural do Estado de São Paulo é o turismo de negócios, em suas diversas possibilidades (congressos, convenções, seminários, feiras industriais, viagens de representação, compras, etc.), não só na capital, mas em vários municípios do interior como Campinas, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Cerca de 80% dos grandes eventos que acontecem no Brasil ocorrem no Estado de São Paulo.

Mas o turismo de São Paulo não se restringe ao segmento de turismo de negócios. Vários eventos culturais e esportivos atraem milhões de turistas para o Estado como são os exemplos do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, a Festa do Peão Boiadeiro de Barretos, o Festival de Inverno de Campos do Jordão e a Festa de Flores e Morangos de Atibaia.

São Paulo é um estado que reserva muitas surpresas aos seus visitantes. Da cosmopolita capital, às praias, montanhas rios e florestas preservadas, não faltam atrações para quem chega a passeio ou negócios. Pouco maior do que a Grã-Bretanha, São Paulo tem a fama de ser um estado que acolhe a todos: são mais de 70 nacionalidades que vivem em SP. A cidade conta com a maior comunidade italiana fora da Itália.

A cidade tem como traços mais marcantes o empreendedorismo e o trabalho. A fama de trabalhador sério acompanha os paulistas desde a fundação de sua primeira vila, São Vicente, a mais antiga do País, quando imediatamente os jesuítas e os primeiros colonos começaram a desenvolver agricultura de subsistência.

Com o título de maior cidade do hemisfério sul e uma das mais populosas do mundo. São Paulo é o centro mais cosmopolita do País. Capital da cultura, da gastronomia, do entretenimento, especialmente o noturno, da economia, da moda e muito mais. É lá que será realizada a partida de abertura da Copa do Mundo da Fifa, na Arena Corinthians, em 12 de junho de 2014. O estádio receberá outros cinco jogos do torneio. São Paulo tem tudo que o visitante espera e a qualquer hora do dia.

A capital tem sempre uma oferta que pode interessar: 260 salas de cinema, 181 casas de espetáculos, 79 shoppings, 75 parques e áreas verdes, 90 bibliotecas, inúmeras casas noturnas e bares, festas e exposições. São Paulo não para. Não bastassem as atrações permanentes da cidade, o calendário de eventos locais – com peso internacional – atrai ainda mais os turistas, seja em busca de espetáculos artísticos e culturais, como a Bienal de Arte, eventos temáticos como a maior Parada Gay do mundo, ou os aficionados por esportes, como a Fórmula 1, a Fórmula Indy e o futebol.

Principais pontos turísticos

Aquário de São Paulo

Maior aquário da América Latina, com dois milhões de litros de água. São vários ambientes temáticos onde estão cerca de 300 espécies, entre eles tubarão, pinguins, peixe-boi e jacarés albinos.

Endereço: Rua Huet Bacelar, 407 - Ipiranga

Site: www.aquariodesaopaulo.com.br

Telefone: (11) 2273-5500

Horário: diariamente, das 9h às 18h.

Tempo necessário para visitação: 2 horas

Acesso para deficientes: sim

Wi-fi: sim

Catavento Cultural

Museu com atrações interativas e lúdicas que mistura vários assuntos do interesse, especialmente, de crianças e jovens: ciências, história, astronomia, geografia e biologia. Fica no Palácio das Indústrias

Endereço: Praça Física Ulisses Guimarães, s/n - Centro

Site: www.cataventocultural.org.br

Telefone: (11) 3315-0051

Horário: terça a domingo, das 9h às 17h

Classificação etária: Livre. Recomendando para crianças acima de 7 anos

Tempo necessário para visitação: 3 horas

Acesso para deficientes: sim

Masp

O MASP é considerado hoje o mais importante museu de arte do Hemisfério Sul, por possuir o mais rico e abrangente acervo. São cerca de 8.000 peças, em sua grande maioria de arte ocidental, desde o século IV a.C. aos dias de hoje.

Endereço: Avenida Paulista, 1578 - São Paulo - SP

Próximo à estação do metrô Trianon-MASP

Horários:

Segunda-feira: fechado

De terça a domingo: das 10h às 18h (bilheteria aberta até 17h30)

Quinta-feira: das 10h às 20h (bilheteria até 19h30).

Ingressos:

Toda terça-feira a entrada no MASP é gratuita a todos os visitantes.

O ingresso integral custa R$15,00 e dá direito a visitar todas as exposições em cartaz no dia da visita. Estudantes, professores e aposentados com comprovantes pagam R$7,00 (meia-entrada). Menores de 10 anos e maiores de 60 anos de idade não pagam ingresso.

Ceagesp

Maior rede pública de armazéns da América Latina, a Ceagesp comercializa hortifrutigranjeiros e outros produtos em seus varejões. Vale conferir a Feira de Flores, a maior do País, com 1.100 produtores.

Endereço: Avenida Dr. Gastão Vidigal, 1.946 - Vila Leopoldina

Telefone: (11) 3643-3700

Site: www.ceagesp.gov.br

Tempo necessário para visitação: 2 horas

Acesso para deficientes: sim (limitado)

Horto Florestal

Localizado no meio da Serra da Cantareira, o Horto tem lazer para crianças, área para piqueniques e trilhas, como a do Arboreto, de nível fácil e 30 minutos em média. Lá fica o Museu Florestal Octávio Vecchi, com várias espécies de madeiras.

Endereço: Rua do Horto, 931

Site: www.hortoflorestal.com.br

Telefone: (11) 2231-8555 - Ramal 2028

Horário: diariamente, das 6h às 18h.

Tempo necessário para visitação: 3 horas

Acesso para deficientes: sim

Instituto Butantan

Local de estudo de animais peçonhentos e de produção de vacinas, expõe esses e outras espécies vivas, como iguanas, lagartos e macacos.

Endereço: Avenida Vital Brasil, 1.500 - Butantã

Site: www.butantan.gov.br

Telefone: (11) 2627-9536

Horário: de terça a domingo, das 9h às 16h30

Tempo necessário para visitação: 3 horas

Acesso para deficientes: sim

Zoo Safari

De carro, o visitante tem contato direto com os animais soltos que vivem no parque.

Endereço: Avenida do Cursino, 6.338

Telefone: (11) 2336-2131

Site: www.zoologico.sp.gov.br/zoosafari.

Horário: de terça a domingo, das 10h às 16h

Classificação etária: livre

Tempo necessário para visitação: 3 horas

Acesso para deficientes: sim

Zoológico de São Paulo

Fica em uma área de 820 mil m2, com ampla infraestrutura. São mais de 3.200 espécies animais abrigadas em locais que imitam seus habitats naturais.

Endereço: Avenida Miguel Stéfano, 4.241 - Jabaquara (metrô EMTU Zoo, terminal Jabaquara)

Telefone: (11) 5073-0811

Site: www.zoologico.sp.gov.br

Horários: de terça a domingo, das 9h às 17h

Tempo necessário para visitação: 1 dia

Acesso para deficientes: sim

Museu do Futebol

A história do futebol brasileiro é contada em peças multimídias e interativas (1.400 fotografias, seis horas de vídeo) distribuídas em 15 salas temáticas.

Endereço: Praça Charles Miller, s/n - Pacaembu

Site: www.museudofutebol.org.br

Telefone: (11) 3664-3848

Horário: de terça a domingo, das 9h às 17h. Abre nos feriados

Tempo necessário para visitação: 1h30

Acesso para deficientes: sim

Conjunto Nacional

Marco da arquitetura moderna (a obra é assinada por David Libeskind), o Conjunto Nacional reúne livrarias, galeria e cinemas, além de lojas e opções gastronômicas.

Endereço: Avenida Paulista, 2.073 - Cerqueira César (Metrô Consolação)

Telefone: (11) 3179-0000

Site: www.ccn.com.br

Horário: segunda a sábado, das 7h às 22h. Domingos e feriados, das 10h às 22h

Preços: acesso gratuito

Classificação etária: livre

Tempo necessário para visitação: 2 horas

Acesso para deficientes: sim

Instituto Itaú Cultural

Espetáculos de dança, música, teatro, além de mostras temáticas, atraem o público. O instituto disponibiliza mais de 30 mil documentos referentes à cultura do País. Organiza mostras com artistas contemporâneos e está entre os mais visitados da cidade.

Endereço: Avenida Paulista, 149 - Bela Vista (metro Paraíso)

Telefone: (11) 2168-1777 / 1776

Site: www.itaucultural.org.br

Horário: terça a sexta, das 9h às 20h. Sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h

Preços: grátis

Classificação etária: livre

Tempo necessário para visitação: 2 horas

Acesso para deficientes: sim

Catedral da Sé

Um dos cinco maiores templos neogóticos do mundo, a catedral foi inaugurada em 1954, ocasião do aniversário de 400 anos da cidade. Visitas guiadas levam à cripta subterrânea onde estão os restos mortais de personalidades importantes da história de São Paulo. Bem em frente à igreja está o Marco Zero da cidade.

Endereço: Praça da Sé, s/n - Centro (metrô Sé)

Site: www.catedraldase.org.br

Telefone: (11) 3107-6832

Horário: segunda a sexta, das 8h às 19h. Sábados, das 8h às 17h. Domingos, das 8h às 18h. Para visitas guiadas, informe-se por telefone sobre horários.

Preços: acesso gratuito. Visitas guiadas, R$ 5

Classificação etária: livre

Tempo necessário para visitação: 1 hora

Acesso para deficientes: sim

Mercado Municipal

A mais tradicional atração 'gourmet' da cidade fica em um imponente prédio no centro, com vitrais que trazem a história do café em São Paulo. No amplo galpão, barracas de frutas e verduras, carnes, peixes, guloseimas – tudo muito fresco e apetitoso. O espaço gastronômico, no mezanino, tem opções diversas para se provar na hora: destaque para os famosos sanduíches de mortadela e os pastéis de bacalhau.

Endereço: Rua da Cantareira, 306 - Centro

Site: www.mercadomunicipal.com.br

Telefone: (11) 3313-3365, ramal 238

Horário: segunda a sábado, das 6h às 18h. Domingos e feriados, das 6h às 16h

Preços: visitação grátis. Produtos e serviços sob consulta

Classificação etária: livre

Tempo necessário para visitação: 3 horas

Acesso para deficientes: sim

Parque do Ibirapuera

Tem 1,5 milhões de metros quadrados muitas opções da lazer: pistas de cooper e de bicicleta, lago, brinquedos infantis, quadras diversas, locais para piqueniques.

Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Portão 3

Site: www.parquedoibirapuera.com

Telefone: (11) 5574-5045 / 5505 / 5177

Horário: diariamente, das 5h às 0h

Preços: gratuito

Classificação etária: livre

Tempo necessário para visitação: 3 horas

Acesso para deficientes: sim

Veja mais sobre:

 

BELO HORIZONTE

BRASÍLIA

CUIABÁ

CURITIBA

FORTALEZA

MANAUS

NATAL

PORTO ALEGRE

RIO DE JANEIRO

RECIFE

SALVADOR

SÃO PAULO

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro