São Paulo, SP, 17/09/2019
 
22/09/2014 - 17h29m

PSOL não deve apoiar ninguém no 2º turno, afirma Luciana Genro

Agência Brasil/Vladimir Platonow 
Arquivo/Agência Hoje
PSOL não deve apoiar ninguém no segundo turno, diz Luciana Genro.
PSOL não deve apoiar ninguém no segundo turno, diz Luciana Genro.

Rio de Janeiro - A candidata do PSOL à Presidência da República, Luciana Genro, disse na última quinta-feira (18) que, caso ela não vá para o segundo turno das eleições, a tendência do partido é não apoiar nenhum dos outros candidatos. Ela participou, à noite, de um debate com estudantes e militantes partidários, na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

“Se todo mundo que está simpatizando com nossas propostas votar no PSOL, podemos chegar ao segundo turno. Se, eventualmente, não chegarmos, o PSOL nunca apoiou ninguém no segundo turno. Nem em 2006, nem em 2010, e não creio que vá apoiar em 2014, até porque os três candidatos do sistema defendem a mesma política econômica. Portanto, vão manter tudo como está”, frisou Luciana.

A candidata disse que a campanha eleitoral tem permitido que todos os partidos, inclusive os menores, consigam se comunicar com os eleitores, principalmente durante os debates políticos nas emissoras de televisão e nos portais da internet.

“Acho que os debates contribuíram bastante para dar maior visibilidade aos candidatos, de forma mais autêntica. Os programas eleitorais são muito mediados pelo marketing e pelos discursos preparados. Já os debates possibilitam as aparições mais autênticas, e acabam ajudando o eleitor a conhecer os candidatos”, salientou.

Luciana ressaltou que o PSOL vem insistindo em debater temas que os demais partidos não têm interesse em discutir com a sociedade. “Nossa campanha tem trazido à tona temas que os outros se recusam a debater, mas que a sociedade está debatendo, como a taxação sobre as grandes fortunas, a questão da dívida pública e da homofobia, que são assuntos importantes, mas os demais candidatos não querem discutir”, acusou.

A candidata participou na sexta-feira (19), ao meio-dia, de um ato do PSOL no Buraco do Lume, tradicional ponto de encontro político no centro da cidade. Foi também a um comício na Cinelândia, às 18h30, na companhia de candidatos do partido a diferentes cargos na política fluminense.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro