São Paulo, SP, 23/09/2019
 
24/02/2014 - 04h54m

Quadrilha que roubou 20 caixas eletrônicos é presa em MG; 9 mortos

Agência Hoje* 
Divulgação
Delegado Ruy Ferraz Fontes coordenou ação da Polícia Civil contra quadrilha de assaltantes
Delegado Ruy Ferraz Fontes coordenou ação da Polícia Civil contra quadrilha de assaltantes

São Paulo (Agência Hoje) - Em ação conjunta com a Polícia de Minas Gerais, a Polícia Civil de São Paulo desarticulou neste sábado, 16, a maior  quadrilha de roubos a caixas eletrônicos no Estado. Responsáveis por mais de 20 ataques a pequenas cidades, os bandidos foram surpreendidos durante mais um assalto e tentaram romper o cerco com bombas e tiros. 

A ação policial foi realizada no município mineiro de Itamonte, na divisa entre os Estados de São Paulo e Minas Gerais, no momento em que os criminosos explodiam um caixa eletrônico dentro de uma agência bancária.

Segundo o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Fernando Grella Vieira, a quadrilha é responsável por ao menos 20 ataques a caixas eletrônicos em São Paulo e em Minas. "A operação contou com o apoio da Polícia Civil de Minas Gerais e foi coordenada pelo Deic [Departamento Estadual de Investigações Criminais de São Paulo]", afirmou o secretário.

Os criminosos estavam armados com fuzis, pistolas e portavam dinamites. De acordo com Grella, durante a ação nove criminosos morreram no tiroteio e quatro foram presos. "Todos os quatro possuem passagem pela polícia, e um deles era foragido", afirmou. Três policiais civis foram feridos.

"A ação em Itamonte contou com 25 policiais civis de São Paulo, 20 de Minas, participação da Polícia Rodoviária Federal e apoio estratégico da Polícia Militar de São Paulo. É um excelente trabalho de integração entre as polícias no combate ao crime", disse Grella. Foram apreendidos seis fuzis, pistolas, coletes a prova de bala e explosivos.

A quadrilha agia em cidades pequenas, com muitos criminosos fortemente armados, distribuídos em diversos veículos. "Era uma típica ação de cangaço, que se via com Lampião. Eles iam em cidades pequenas e faziam isto", afirmou o delegado Ruy Ferraz Fontes, que coordenou a investigação.

O delegado descreveu a ação em Itamonte: "no momento em que eles foram atacar, nosso grupo já estava dentro da cidade. Quando foram abordar os criminosos, eles já haviam explodido um caixa. Nosso grupo foi fazer a intervenção para promover a prisão deles e foi recebido a tiros", afirmou. Os policiais revidaram e conseguiram dominar os criminosos.

* Com informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro