São Paulo, SP, 20/09/2019
 
31/05/2014 - 12h03m

Recuperado, Museu Casa de Portinari é reaberto em Brodowski

Agência Hoje 
Divulgação
Museu Casa de Portinari é reaberto com obras que revelam ligação do artista com a cidade
Museu Casa de Portinari é reaberto com obras que revelam ligação do artista com a cidade

São Paulo (Agência Hoje) - O Museu Casa de Portinari, em Brodowski, foi reaberto nesta sexta-feira, 30, depois de passar por reforço estrutural e  restauração artística completa. O trabalho foi executado com recursos do Governo do Estado, através da Secretaria da Cultura, que investiu R$ 4,2 milhões nas obras. O resultado foi aprovado e comemorado pelos moradores da cidade.

A casa onde viveu um dos maiores artistas plásticos brasileiros foi reaberta à visitação após obras completas de restauro e modernização. Dos 18 museus mantidos pela Secretaria de Estado da Cultura, a Casa de Portinari está entre os que mais se destacam . Foram investidos R$ 4,2 milhões no reforço estrutural, restauro artístico e implantação de projeto expositivo inteiramente novo, que ressalta a relação de Portinari com sua terra natal.

"A Casa de Portinari tem mais de um século. É uma casa antiga, construída por imigrantes e que sempre teve reparos ao longo desse tempo. Mas ela precisava de uma grande restauração. Fechamos o Museu há dois anos e fizemos a obra - um trabalho maravilhoso, que inclusive descobriu uma nova pintura numa das paredes da casa, que agora tem condições para durar mais um século", disse o governador Geraldo Alckmin durante a cerimônia.

Além de um espaço de memória, a Casa é parte da obra deixada por Portinari: suas paredes são repletas de afrescos que o artista pintou diretamente nas paredes do imóvel em várias fases de sua vida – desde os primeiros estudos na fase de formação a obras-primas executadas quando ele já era um pintor reconhecido. As pinturas murais foram totalmente restauradas e passaram também por um processo para estabilizar sua fixação às paredes da casa, garantindo longevidade a esse patrimônio artístico.

Outras intervenções foram realizadas para garantir a preservação do imóvel, tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico e Turístico do Estado (Condephaat) e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que aprovaram o projeto de restauro. O acompanhamento foi realizado pela equipe do Grupo de Projetos e Obras da Secretaria.

Toda a estrutura da Casa foi reforçada e consolidada para garantir estabilidade às paredes, minimizando riscos de rachadura e trincas que pudessem afetar as pinturas. Construída com uma técnica bastante rudimentar há quase 100 anos, com fundações muito superficiais, a casa era especialmente suscetível às movimentações no solo causadas até pelo trânsito do entorno.

A questão foi resolvida com uma injeção de calda de cimento diretamente no solo, abaixo da casa. A técnica faz com que os espaços vazios no solo sejam preenchidos pelo cimento, formando uma espécie de raiz sólida que elimina os riscos de rachaduras por movimentação desigual das fundações.

Nova pintura descoberta - O projeto de restauro incluiu, ainda, a prospecção de todas as paredes do prédio a fim de identificar qualquer indício de pintura realizada por Portinari. O trabalho revelou um afresco inédito próximo à porta de entrada da casa: uma madona de cabelos escuros, segurando no colo um bebê de olhos muito azuis.

Tudo indica que a pintura seja do próprio Portinari – no entanto, como ele recebia outros artistas na casa de Brodowski e há também pinturas de alguns deles no espaço, a autenticidade será atestada por entidade especializada.

O trabalho de prospecção também possibilitou a identificação das cores originais da edificação, que também foram restituídas à fachada, bem como a recuperação de um histórico das sucessivas pinturas realizadas no imóvel.

Foram realizados, ainda, o reforço e consolidação das paredes de alvenaria inclusive reforço metálico, a substituição da estrutura da cobertura, dos forros e dos pisos, restauro das portas e janelas de madeira. A obra também proporcionou a modernização do Museu, que recebeu novas instalações hidráulicas e elétricas, além de adaptação para o atendimento dos padrões de acessibilidade.

A obra civil teve início em dezembro de 2012 e foi concluída em março de 2014, antes do prazo previsto. O restauro artístico ocorreu em paralelo e foi concluído em maio de 2014. Já a instalação da nova exposição ocorreu logo após o término das obras e do restauro.

A nova exposição de longa duração do Museu Casa de Portinari procurou valorizar a edificação, considerando a representatividade da casa como um marco concreto do vínculo do pintor com a terra natal, ligação celebrada e perpetuada na obra plástica e poética de Candido Portinari.

No projeto, há a utilização de recursos eletrônicos, como uma projeção da evolução da casa em função de sucessivas ampliações promovidas pelo próprio Portinari; a apresentação de imagens inéditas obtidas nos Estados Unidos, feitas pelo fotógrafo americano Hart Preston, e a demonstração, passo a passo, da realização de um afresco, técnica usada nas obras pintadas sobre as paredes da casa.

Intitulada “Narrativas de uma vida: um pintor, um tempo, um lugar...”, a concepção e autoria do projeto museológico e museográfico são da museóloga Angelica Fabbri, diretora executiva da Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari (ACAM Portinari), Organização Social de Cultura que administra o museu em parceria com o Governo do Estado, o design expográfico e a programação visual ficaram a cargo da ZOL Design, a iluminação foi feita pela Franco Associados Lighting Design, o projeto Audiovisual da Estúdio Preto e Branco e a produção e montagem da Ponto TAG.

O acompanhamento técnico foi realizado pela equipe da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico da Secretaria de Estado da Cultura.

A casa, suas pinturas e objetos, são testemunhos da vida e obra de Portinari. Permitem conhecer a época e aspectos da vida do artista na terra natal. Mostrá-los possibilita que visitantes analisem o fazer artístico, influências e temas do artista.

A estrutura e arquitetura da casa, os móveis e utensílios que fazem parte da exposição recuperam os indícios do modo de vida do pintor e sua família na Brodowski do século passado. A exposição também trará ao visitante, aspectos da vida de Candido Portinari, desde as obras do pintor, suas técnicas e estéticas, passando pelas memórias e paisagens da cidade e notas biográficas que ele produziu, trazendo a arte como um projeto de vida compartilhada com as pessoas, o lugar e o tempo.

SERVIÇO

Museu Casa de Portinari

Reabertura: 30 de maio de 2014, às 10h

Local: Praça Candido Portinari, nº 298 - Brodowski/SP

Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 9h às 18h

Informações: (16) 3664-4284

Entrada: gratuita

www.museucasadeportinari.org.br

www.facebook.com/museucasadeportinari

www.twitter.com/casadeportinari

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro