São Paulo, SP, 11/12/2019
 
26/08/2014 - 05h45m

Registros de roubos no mês de julho em São Paulo crescem 20,3%; latrocínios caem 35,4%

Agência Hoje 

São Paulo (Agência Hoje) - No mês de julho foram registrados 13.689 casos de roubos na cidade de São Paulo, número 20,3% superior ao verificado no mesmo período do ano passado, quando ocorreram 11.383 casos. Incluindo todos os municípios do Estado, foram 25.925 ocorrências do tipo, contra 22.931 em 2013, aumento menor, de 12,3%.

O balanço foi divulgado nesta segunda-feira, 25, pelo secretário da Segurança Pública, Fernando Grella. Para ele, a alta registrada em São Paulo é, em média, a mesma dos outros Estados. "Todos os Estados brasileiros registraram, desde o final de 2012, aumento no número de roubos", disse ele.

Em todo Estado, 41% dos roubos foram notificados pela internet, enquanto que na capital o índice chegou a 48%. De acordo com o secretário, essa facilidade também fez crescer os números. Os homicídios dolosos também tiveram pequena alta, com o registro de 332 casos em julho deste ano, contra 311 em julho de 2013. O aumento, nesse caso, foi de 3,6%.

Latrocínios e Roubos de Carro

Como ponto positivo para a segurança pública em São Paulo, o secretário destacou a redução nos casos de latrocínios, que é o roubo seguido de morte. No Estado, a queda foi de 49,2%, enquanto na capital ficou 35,4% menor, caindo de 31 casos, em julho de 2013, para 20 casos em julho de 2014.

Os roubos de carros também caíram no mês de julho, passando de 8.405 casos em 2013 para 7.460 casos em 2014, uma queda de 11,2%. Na capital, os números são melhores: foram 3.749 registros de roubos este ano, contra 4.237 no mesmo período de 2013.

A redução no número de furtos de veículos na capital chegou a cair 7,3%, saindo de 4.361 ocorrências em 2013 para 4.042 em 2014. No Estado, porém, os números ficaram praticamente estáveis, com uma redução de 0,45%, saindo de 10.114 carros furtados em julho de 2013 para 10.068 em julho deste ano.

As companhias de seguros consideram que apesar da queda, o número de veículos furtados em São Paulo ainda é muito grande. A região mais visada pelos ladrões é formada pelos bairros da Zona Leste, principalmente Vila Carrão e Tatuapé. A rua Evangelina, travessa da avenida Conselheiro Carrão, continua sendo um desafio para a Polícia, com frequentes furtos de veículos, inclusive em horários de grande movimento, entre 10h e 14h.

Desmanches Fechados

Entre as ações para combater a criminalidade, Grella destacou o fechamento de 55 desmanches de carros, desde que uma lei estadual regulamentou as atividades relativas ao comércio de autopeças usadas.

“É uma ação que visa interferir na economia do crime. Nós sabemos que os desmanches fomentam o crime. Tanto que 50% dos latrocínios têm vinculação com roubos e furtos de veículos”, justificou.

O secretário falou ainda sobre grandes operações contra o crime organizado nos últimos dias. “Na última semana realizamos várias operações contra facções criminosas, que resultaram na prisão de 76 pessoas. [Entre eles] dois líderes que tinham posição de destaque na facção criminosa”, enfatizou.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro