São Paulo, SP, 15/09/2019
 
15/07/2015 - 13h09m

Renan vai discutir com Lewandowski ação da Polícia Federal em residência de senadores

Agência Brasil/Karine Melo 

Brasília - Um dia após as apreensões da Policia Federal em residências funcionais e particulares de senadores, o presidente do Senado, Renan Calheiros, confirmou nesta quarta-feira (15) que pretende se encontrar com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, para discutir o assunto.

"Vou procurar o presidente Lewandowski para conversar um pouco sobre essa conjuntura. Acho que os poderes, mais do que nunca, precisam estar voltados para as garantias individuais e coletivas", afirmou Renan, não descartando a possibilidade de encaminhar ao STF uma ação para impedir novas ações como a dessa terça-feira (14).

Ontem, em nota lida em plenário, o presidente do Senado manifestou "perplexidade" com os métodos usados na ação, que teve como alvos os senadores Fernando Collor (PTB-AL), Ciro Nogueira (PP-PI) Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE). Na nota, Renan criticou de modo mais enfático a proibição de acompanhamento da operação por parte da Polícia do Senado e a ausência de ordem judicial.

Na última semana de atividades antes do recesso paralamentar, Renan Calheiros informou que o Senado ainda avançará nos pontos mais importantes da reforma política, como a proposta que dificulta as coligações em eleições proporcionais.

"A reforma está andando muito bem. Estamos com presença de quase 100% na comissão que está propondo as mudanças. A expectativa que temos é de avançar", acrescentou.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro