São Paulo, SP, 19/09/2019
 
08/06/2015 - 11h29m

Saiba quais são os destaques da seleção feminina de futebol

Portal EBC/Patrícia Serrão 
Reprodução
Atualmente, o time ocupa o sexto lugar no ranking da Fifa
Atualmente, o time ocupa o sexto lugar no ranking da Fifa

Brasília - A Seleção Brasileira de Futebol Feminino chega à Copa do Mundo do Canadá em busca ínédito na competição. Atualmente, o time ocupa o sexto lugar no ranking da Fifa. Conheça algumas das jogadoras que podem fazer diferença no torneio.

Marta

O Brasil já marcou 55 gols em 26 partidas nas Copas do Mundo da Fifa. Só Marta contribuiu com 14 deles, distribuídos nas três edições do evento em que ela esteve presente. Ela aparece como a maior goleadora da história das Copas, junto com a alemã já aposentada Birgit Prinz. Com 29 anos e na sua quarta participação, esta é a chance de Marta isolar-se no topo. Correndo por fora está a americana Abby Wambach, que já registrou 13 gols e é a estrela do time americano.

Marta foi eleita por cinco anos seguidos – de 2006 a 2010 – como a melhor do mundo pela Fifa e também ganhou os troféus de Bola de Ouro e Chuteira de Ouro da Adidas, prêmio conferido pela patrocinadora às jogadoras de destaque nos Mundiais.

Formiga

A experiente jogadora estará em sua sexta disputa. Junto com a japonesa Homare Sawa, Formiga é a recordista em participações em Copas do Mundo. O número 20 de sua camisa faz referência ao total de anos vestindo o uniforme amarelo. Ela falou a TV CBF sobre a ansiedade na véspera da estreia: “A ansiedade já está meio que tomando conta, principalmente em algumas meninas. A gente tem que colocar os pés no chão, que a gente sabe muito bem o que vamos enfrentar. Acho que um dos nossos maiores adversários vai ser a ansiedade. Vamos esperar as coisas acontecerem, estamos a pouco tempo do início do mundial, para que esta ansiedade possa diminuir e a gente estrear com o pé direito”, conta.

Rosana

Também é uma das veteranas da seleção, vai para a sua quarta edição. Pela Seleção Brasileira, atuou nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, e nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Nas duas edições, Rosana conquistou a medalha de prata. Foi medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2007, onde marcou os dois gols da vitória brasileira na semifinal da competição, contra o México. Integrou a seleção brasileira vice-campeã da Copa do Mundo de 2007, na China e participou do time campeão do Campeonato Sul-Americano de 2012.

Cristiane

Esta é a quarta Copa da atacante Brasileira. Em 2012, tornou-se a maior artilheira da história dos Jogos Olímpicos. Após atuar em pequenos clubes de São Paulo no início da carreira, foi jogar na Alemanha, onde defendeu o FFC Turbine Potsdam e o VfL Wolfsburg. De volta ao Brasil, em 2008, teve uma breve passagem pelo Corinthians, antes de se transferir para o Futebol Red Stars, dos Estados Unidos. Após o fim da temporada de 2009 da liga de futebol feminino dos Estados Unidos, foi contratada pelo Santos, onde foi campeã da primeira e segunda edição da Copa Libertadores da América de Futebol Feminino.

Andressinha

Esta é a primeira Copa de Andressinha. Porém, defender a Seleção não é novidade para ela: Andressinha faz parte da equipe desde o sub-17 e foi artilheira do Sul-Americano sub-20 de 2015. A meia faz parte da nova geração de jogadoras que renovam a equipe feminina.

Andressa Alves

Também é a sua primeira Copa do Mundo, mas ela já é considerada uma das principais batedoras de falta da seleção. Não sem motivo. Depois de todos os treinos é comum encontrar a meia-atacante treinando cobranças de falta junto das goleiras da seleção. “Cobrança de falta é treino e por isso procuro fazer isso todos os dias que posso”, afirmou ao site oficial da CBF.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro