São Paulo, SP, 12/12/2018
 
27/12/2014 - 06h38m

Santa Casa

 

A Santa Casa de São Paulo continua vivendo de favores distribuídos a conta-gotas. Esta semana, o Governo do Estado liberou mais R$ 3 milhões para evitar nova paralisação no atendimento de usuários do SUS.

Considerado o maior hospital filantrópico da América Latina, a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo é tão antiga que ninguém sabe exatamente a data de sua fundação.

Todos concordam que ela foi criada por volta de 1560 no Largo da Misericórdia. Depois, funcionou na Chácara dos Ingleses e na Rua da Glória. Em 1884, foi transferida para o bairro de Santa Cecília, seu atual endereço.

Hoje, tem 13 unidades hospitalares, duas policlínicas, uma UPA em Guarulhos, três prontos-socorros municipais e 11 UBSs. Toda essa estrutura serve para atender oito mil pessoas por dia, a maioria de baixa renda.

Com tanta importância para a saúde da população, é estranho que só agora as autoridades falem em má administração, auditorias, dívidas milionárias e falta de planejamento. Difícil aceitar que uma entidade tão representativa não tenha sido acompanhada mais de perto pelo Governo do Estado e pela Prefeitura de São Paulo.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro