São Paulo, SP, 01/04/2020
 
10/12/2013 - 09h14m

São Paulo anuncia construção de centros olímpicos em bairros

Agência Hoje 
Cesar Ogata
Atletas ouvem anúncio de construção de quatro centros olímpicos em bairros de São Paulo
Atletas ouvem anúncio de construção de quatro centros olímpicos em bairros de São Paulo

São Paulo (Agência Hoje) - A Prefeitura de São Paulo anunciou investimentos de R$ 435 milhões para reformar os centros esportivos de Vila Nova Manchester, Vila Maria, Pirituba e Santo Amaro e transformá-los em centros olímpicos. Também haverá intervenção no Centro Olímpico do Ibirapuera, que será modernizado e passará de 10 para 20 modalidades esportivas.

Os novos centros serão utilizados na formação de novos atletas, beneficiando os bairros de Vila Nova Manchester (Zona Leste), Vila Maria (Zona Norte), Pirituba (Zona Noroeste) e Santo Amaro (Zona Sul). O projeto chamado Rede Olímpica deverá ter as obras iniciadas já no primeiro semestre de 2014.

Com os recursos, que contarão com participação do Governo Federal, o Centro Olímpico de São Paulo, no Ibirapuera, receberá ainda obras de modernização a partir do fim do próximo ano e passará da capacidade atual, de 1,2 mil atletas de dez modalidades, para 3 mil esportistas de 20 modalidades.

O anúncio das obras foi feito na tarde desta segunda-feira (9), durante o encerramento das atividades esportivas do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, que contou com a presença do prefeito Fernando Haddad e do secretário municipal de Esportes, Lazer e Recreação, Celso Jatene.

O prefeito destacou que, além desses investimentos, outros deverão ser feitos durante a gestão, com apoio de outras esferas de governo, como a construção de um novo centro olímpico, em São Mateus, na Zona Leste. “Tenho certeza de que, se nós garantirmos condições para vocês (atletas) praticarem esporte, independentemente do resultado vocês vão levar um bom exemplo para a escola, para os amigos e terão para vida toda amizades sólidas. Porque as amizades do esporte são para a vida toda”, afirmou Haddad.

“Esse é um trabalho para colocar, até 2016, São Paulo na condição de cidade olímpica. Temos um evento no Rio de Janeiro, mas que irá afetar o Brasil inteiro. Muitos atletas ficarão aqui e se as obras ficarem prontas teremos equipes aqui nesse Centro Olímpico”, disse o prefeito.

O secretário Celso Jatene lembrou que a criação dos novos centros olímpicos, um em cada região da cidade, facilitará o acesso ao esporte e o descobrimento de novos talentos. “A obra da Rede Olímpica começa no primeiro semestre do ano que vêm e obra da modernização do nosso Centro Olímpico começa no fim do ano. Essa é só uma parte do compromisso que temos com vocês (atletas). Tudo o que pudermos fazer para que os nossos atletas, desde a formação até o alto rendimento, tenham melhores condições, vamos fazer”, disse Jatene.

Durante o evento, a secretaria e a direção do Centro Olímpico anunciaram ainda uma parceria com o Instituto de Políticas Relacionais para a transmissão de filmes na mostra ‘Memória do Esporte Olímpico Brasileiro’. No total, serão exibidos 18 filmes no auditório do COTP ao longo do próximo ano.

“É muito importante que vocês (atletas) conheçam a história de grandes atletas, como Adhemar Ferreira da Silva e Maria Lenk. Atletas que treinavam em piscinas sem aquecimento, quadras sem o amortecimento que temos hoje e, às vezes, sem uniforme”, afirmou o coordenador de Gestão do Esporte de alto rendimento e ex-judoca, Rogério Sampaio.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro