Setor imobiliário quer acelerar aprovação de projetos na Prefeitura - Hoje São Paulo
São Paulo, SP, 20/08/2018
 
06/08/2013 - 08h13m

Setor imobiliário quer acelerar aprovação de projetos na Prefeitura

Agência Hoje 

Campinas (Agência Hoje) - Empreendedores e profissionais que atuam no mercado imobiliário e na construção civil participaram de reunião na Secretaria de Urbanismo da Prefeitura de Campinas para buscar alternativas capazes de agilizar a aprovação de projetos na cidade.

Todos pediram à secretária Silvia Faria maior uso da informática, facilitando o caminho que um projeto percorre até ser aprovado e reduzindo os prazos para cumprimento de cada etapa. O grupo sugeriu a informatização de setores técnicos, tornando possível fazer pela Internet os cálculos de área, pagamento de taxas, acompanhamento dos projetos, relação das exigências legais e informações básicas sobre o município.

De acordo com a secretária, alguns desses pedidos já estão sendo desenvolvidos pelo setor de informática da Prefeitura e deverão ser disponibilizados em pouco tempo. Segundo ela, está no cronograma da Prefeitura fazer um trabalho conjunto das secretarias de Urbanismo, Planejamento, Verde e Finanças. A implementação será gradual, mas constante.

Durante o encontro, foi apresentado aos participantes o novo lay out da Secretaria de Urbanismo e as mudanças implantadas nos últimos dias na intenção de agilizar e melhorar a relação com o setor imobiliário. O ponto principal é a ampliação do horário de atendimento que passou a ser das 8h às 18h, três horas úteis a mais do que antes.

“Temos que repetir esses encontros, porque muitas boas ideias surgiram da reunião e a comprovação de que estamos todos remando na mesma direção nos deixou bastante entusiasmados”, opinou o diretor da Regional Campinas do Sinduscon-SP, Márcio Benvenutti.

Também ficou decidida a realização, dentro de aproximadamente um mês, de um workshop reunindo técnicos da Secretaria e profissionais do setor imobiliário para unificar procedimentos. No encontro, será possível esclarecer dúvidas e fornecer orientação sobre os equívocos mais comuns na apresentação e na análise dos projetos.

A secretária defende que uma nova mentalidade tem que ser construída junto aos responsáveis pelos projetos: “Profissionais com muitos anos de experiência ainda apresentam projetos com erros básicos, que poderiam ser evitados para que as plantas não tenham que ser devolvidas e corrigidas. Vamos afinar o trabalho e encontrar soluções benéficas para quem projeta, para quem aprova e para a cidade”, assegurou.

Em relação a agilização na aprovação de projetos, empreendedores e profissionais defendem o uso constante da tecnologia e da informática. “Só não termos que pegar a fila do Urbanismo para recebermos o papel, pegarmos a fila do banco para pagar a taxa e voltar para a fila na Semurb já seria uma grande ajuda”, enfatizou Fábio Bernils, da AREA e do Pró-Urbe.

O presidente regional do IAB, Alan Cury, sugeriu que mesmo a agenda para atendimentos seja feita via internet: “O funcionário do Urbanismo coloca no site a agenda aberta, mostrando os horários disponíveis, e o interessado marca seu horário, de forma rápida e transparente”, propôs.

A informatização do cadastro municipal, onde constam, entre outros dados, localização, dimensão e zoneamento dos terrenos, é uma das principais providências que está na mira tanto da Semurb quanto dos empreendedores. “Nossa intenção é digitalizarmos esses dados e os disponibilizarmos para o público, que poderá consultá-lo sem necessidade de requerer as informações na Prefeitura”, afirmou Sílvia Faria, acrescentando que esta também é uma meta do prefeito Jonas Donizete.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro