São Paulo, SP, 22/06/2018
 
06/08/2015 - 10h38m

Sinalização em via pretende diminuir risco de animais silvestres

Agência Hoje 

Por meio de uma parceria da Prefeitura de Campinas com a Secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e a Emdec, é que pode ser concluído o trabalho de sinalização, onde placas indicativas informa aos motoristas a presença de animais silvestres na Área de Proteção Ambiental do Campo Grande.

Os principais objetivos da sinalização, por meio da implantação de 15 placas, são conscientizar a população sobre as normas ambientais de preservação e alertar motoristas para evitar atropelamentos de animais silvestres.

O município não possui dados sobre a população nativa da área, mas a Secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável estima que várias espécies ocupem a APA Campo Grande, entre elas cahorros e gatos do mato; gambás, lobos-guará, pacas, capivaras, lontras e jaguatiricas.

A APA ocupa uma área de 959,53 hectares, na zona rural da Macrozona 5, entre a estrada municipal do Campo Grande e os limites intermunicipais Campinas-Hortolândia e Campinas-Monte Mor.

O projeto de fabricação e colocação das placas foi desenvolvido pela EMDEC, sendo contempladas com sinalização as principais vias de acesso e que cruzam a APA: Av. Werner Habig, a Estrada Municipal John Boyd Dunlop e a Av. Antônio Arten.

A área de preservação tem em suas margens as rodovias Francisco Aguirre Proença (SP 101) e dos Bandeirantes (SP-348).

A APA do Campo Grande concentra 163 hectares de vegetação nativa, sendo 50 hectares de floresta de mata atlantica; 29 de Cerrado, 21 de vegetação de transição entre a mata atlântica e cerrado.

Cerca de 60 hectares da APA são áreas de inundação, fundos de vale e campos de várzea.

Essa região de proteção está inserida na bacia hidrográfica do rio Capivari, abrigando importantes afluentes, somando 68 nascentes.

Para a bióloga Angela Cruz Guirao, gestora técnica da Secretaria Municipal do Verde, além das informações, a função da sinalização implantada na APA Campo Grande, é contribuir para o processo de sensibilização da sociedade para a importância da conservação do ambiente natural em uma APA.

“Uma boa sinalização é fundamental para que o uso público se dê de maneira segura e pouco impactante, garantindo o cumprimento dos objetivos legais de uma APA e permitindo que se agreguem outros atores nos esforços de conservação da área protegida. A orientação envolve indicações direcionais, mas também informações sobre a APA, como condutas adequadas em ambientes naturais protegidos e alertas de segurança, mensagens educativas, normas e orientações de trânsito”, declarou.

Além dos diversos atrativos naturais, a APA de Campinas é interligada por vias de acesso e circulação que contribuem para ampliar o número de moradores e visitantes de forma significativa.

O grande número de acessos e a complexa malha de estradas e trilhas geram a necessidade de uma boa sinalização para orientar visitantes e demais usuários. A sinalização representa ainda uma oportunidade de divulgação da marca da APA, dos órgãos gestores e parceiros, consolidando a imagem da Unidade de Conservação.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro