São Paulo, SP, 22/09/2018
 
08/03/2016 - 09h09m

União Europeia aceita estudar plano para conter fluxo migratório

Agência Lusa 
Agência Brasil/Rovena Rosa
Acordo a ser firmado com o governo turco será analisado pelos 28 Estados-membros da UE
Acordo a ser firmado com o governo turco será analisado pelos 28 Estados-membros da UE

Bruxelas - Os líderes da União Europeia (UE) têm uma semana e meia para fechar acordo com a Turquia sobre como lidar com o fluxo migratório, depois de 12 horas de negociações.

O acordo a ser firmado com o governo turco será analisado pelos 28 Estados-membros da UE na próxima reunião do Conselho Europeu, nos dias 17 e 18, segundo anunciou o primeiro-ministro de Luxemburgo, Xavier Bettel, na rede social Twitter.

A reunião UE-Turquia começou nessa segunda-feira (7) e terminou cerca de 12 horas depois. Os trabalhos prolongaram-se porque a Turquia apresentou uma “proposta mais ambiciosa” do que o esperado, como disse o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, em declaração à imprensa.

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, exigiu a antecipação da liberação dos vistos, a abertura de cinco novos capítulos nas negociações da adesão da Turquia à UE - principalmente nas áreas de energia e assuntos internos.

A Turquia quer ainda, numa proposta tratada durante almoço de trabalho, nova verba de 3 bilhões de euros em 2018 e o compromisso dos 28 Estados-membros para que recebam um refugiado por cada migrante econômico que seja devolvido ao país.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro