São Paulo, SP, 22/09/2019
 
13/07/2016 - 09h35m

Venezuela: Maduro declara controle militar de cinco portos do país

Agência Brasil/Agência Sputnik  
Agência Brasil/Arquivo
Maduro disse que portos passarão a ser controlados pelo exército dentro do plano de combate à crise econômica
Maduro disse que portos passarão a ser controlados pelo exército dentro do plano de combate à crise econômica

Caracas - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que os portos marítimos do país passarão a ser controlados pelo exército dentro do plano de combate à crise econômica.

"Hoje assumimos controle de cinco portos fundamentais do país: Guanta, La Guaira, Puerto Cabello, Maracaibo e Guamache", anunciou Maduro na televisão na terça-feira (12) à noite.

Na segunda-feira, Maduro delegou às forças armadas a coordenação da distribuição de produtos e de medicamentos, no âmbito do plano de combate à escassez de produtos essenciais no país que vive uma dura crise econômica. O presidente criou um novo órgão, que controlará a compara, a venda e a distribuição de produtos alimentícios, medicamentos, produtos de higiene pessoal e de produtos de limpeza. O órgão será chefiado pelo ministro da Defesa, Valdimir Padrino.

Argumentação

O presidente da Venezuela decidiu nomear "uma autoridade única para cada um desses cinco portos" e designou o general Efraín Velasco Lugo como presidente da estatal Bolivariana de Portos, que administra as instalações de carga marítima do país.

"Com essas nomeações, os portos começarão a operar como devem", disse Maduro. Em primeiro lugar, o controle militar dos portos e de uma série de empresas no país deve permitir vencer o caos, que colabora para a corrupção, disse o presidente. Especialistas destacam que um dos objetivos das inspeções, que começaram a ser realizadas nos portos, é verificar a real quantidade de produtos importados.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro