São Paulo, SP, 20/05/2024
 
27/06/2014 - 14h18m

Chilenos querem mandar 40 mil torcedores para assistir jogo contra Brasil no Mineirão

Agência Hoje 
Agência Brasil/Arquivo
Diante da ameaça de "invasão" dos chilenos para jogo de sábado, brasileiros prometem revidar e ficar em maioria no Mineirão
Diante da ameaça de "invasão" dos chilenos para jogo de sábado, brasileiros prometem revidar e ficar em maioria no Mineirão

Belo Horizonte - Moradores de Belo Horizonte começam a ver um número cada vez maior de caravanas de torcedores chilenos que sairam de Santiago e cidades do interior para assistir o jogo do Chile contra a seleção brasileira neste sábado, 28, no Mineirão. A estimativa é que estarão presentes na cidade entre 35 mil e 40 mil estrangeiros.

A partida será a primeira das duas seleções pelas oitavas de final da Copa do Mundo e quem perder estará fora. Pensando nisso, os torcedores chilenos pensam em fazer uma verdadeira invasão em Belo Horizonte para apoiar seus jogadores. "Vamos colocar mais gente em Belo Horizonte do que os argentinos colocaram em Porto Alegre", disse Pedro Ramirez, comerciante de Antofogasta que viajou só para acompanhar os jogos do time no Brasil.

A embaixada do Chile, em Brasília, informou que a média de torcedores que estiveram nos demais jogos do Chile, em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Cuiabá foi de 40 mil, mas com a boa fase da seleção esse número deve aumentar. Entre cinco mil e oito mil torcedores chilenos, sem ingressos, devem acompanhar a partida nas ruas e em bares de Belo Horizonte.

Resposta Brasileira

Do lado brasileiro, a resposta está sendo preparada por grupos de torcedores da seleção verde e amarela. Há um movimento na cidade para adquirir o maior número possível de ingressos ainda disponíveis, principalmente os que pertenciam a grupos de seleções que foram desclassificadas e anteciparam o retorno a seus países.

A capacidade do Mineirão é de 62,5 mil pessoas e os brasileiros querem fechar pelo menos 50 mil ingressos, garantindo uma maioria folgada durante a partida. "Essa invasão chilena aqui não vai funcionar, é nosso país, nossa seleção, aqui quem manda somos nós", brinca o atleticano Alcides Damasceno, confiante na presença maciça da torcida.

Brasileiros de outros Estados, principalmente Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, também estão viajando para assistir o jogo em Belo Horizonte e torcer pela seleção. Muitos vão de carro, mas os voos também registram aumento no número de passageiros vestindo camisetas com as cores verde e amarelo.

Os torcedores chilenos que viajam para Belo Horizonte em sua maioria usam motorhomes ou trailers. Segundo a embaixada, a expectativa é que uma caravana com oito mil veículos chegue à capital mineira até sábado.

Para abrigar esses veículos, o governo mineiro anunciou ontem (26) a liberação de três espaços para estacionamento em Belo Horizonte: no Mega Space, no Parque Lagoa do Nado e no Parque Maria do Socorro Moreira.

Hoje São Paulo

© 2024 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro